Olhar Direto

Domingo, 29 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Após receber apoio de Janaína, Roberto França comemora: “fico muito honrado”

da Redação - Isabela Mercuri

13 Out 2020 - 18:04

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Após receber apoio de Janaína, Roberto França comemora: “fico muito honrado”
O candidato à prefeitura de Cuiabá Roberto França (PATRI) comemorou o apoio recebido da deputada estadual Janaína Riva (MDB), que rompeu com o correligionário Emanuel Pinheiro (MDB). Para França, a força chega num momento crucial da campanha.

Leia também:
Janaina diz que política ‘abomina’ traidores e que não houve reciprocidade de Emanuel

"Ela tem sido uma deputada muito atuante nas causas populares, em defesa da saúde, da educação e dos servidores, e merece todo o meu respeito. Fico muito honrado de receber o apoio de uma deputada que vem se destacando ao longo de dois mandatos na Assembleia Legislativa e mostrando a força da mulher mato-grossense", afirmou.

Janaína anunciou há alguns dias o apoio a Roberto França na campanha à prefeitura de Cuiabá. Na noite da última segunda-feira (12), a deputada apresentou uma justificativa, dizendo que, apesar de ter trabalhado para a primeira campanha do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), não houve reciprocidade ou respeito dele para com ela.

A deputada afirmou que França é o melhor nome, porque atualmente Cuiabá está ‘ingovernável’. Não deixou de citar, no entanto, o que ela classificou como o ‘maior erro’ da gestão do ex-prefeito Roberto França: a relação com o funcionalismo público. “Mas, em compensação, das seis folhas que ele recebeu atrasada, ele entregou com duas, numa Cuiabá que não era a Cuiabá de hoje, de um orçamento de R$2,5 bilhões. Eu acredito que agora - e ele me fez esse compromisso, que eu pedi a ele - que ele fará um trabalho para buscar contemplar, valorizar e devolver aquilo que não foi feito aos servidores públicos do município de Cuiabá. Foi o único compromisso que eu pedi a ele”, disse.

França lembrou que Janaína foi a única mulher eleita em 2014, com mais de 48 mil votos e reeleita em 2018 como a mais votada, com 51.546 votos distribuídos nos 141 municípios. Com sua votação, a parlamentar entrou para a história de Mato Grosso como a primeira mulher a receber o maior número de votos na disputa ao parlamento estadual e a primeira mulher a ocupar o cargo de vice-presidente da Assembleia Legislativa e também a primeira mulher a presidir o Parlamento de MT durante licença do presidente Eduardo Botelho (DEM).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet