Olhar Direto

Quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Coronel Fernanda defende simplificação de tributos e tributação de grandes fortunas

Da Redação - José Lucas Salvani

14 Out 2020 - 16:35

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Coronel Fernanda defende simplificação de tributos e tributação de grandes fortunas
A candidata ao Senado, Coronel Fernanda (Patriota) é favorável à mudança tributária em função dos impactos diretos na vida da população. Ela defende simplificação dos tributos, redução tributária e tributação de grandes fortunas. “Como a população, eu sinto no bolso a onerosa carga tributária brasileira”, pontua.

Leia mais:
Ter apoio de Bolsonaro não deve ser a única razão para receber votos, avalia Nilson Leitão

A exemplo do presidente Jair Bolsonaro, a militar deseja a desoneração de impostos e defende três pilares fundamentais para que a economia brasileira ganhe força e cresça: simplificação dos tributos, redução tributária e a tributação das grandes fortunas. Ela justifica que a simplificação dos impostos irá funcionar como meio para um ambiente financeiro mais competitivo e confiável, especialmente para o pequeno empreendedor.

"Reforma tributária não é simples. Como a população, eu sinto no bolso a onerosa carga tributária brasileira. Não podemos permitir que paguemos muito e os bancos, instituições que concentram os lucros mais vultosos no país, não sejam cobrados da forma correta e cobrem ainda de mim e de você como clientes, taxas abusivas e indevidas", pontua a coronel.

Fernanda ressalta que nas condições atuais o estado só serve aos extremos da sociedade, com assistencialismo aos pobres e benefícios aos ricos. Ela afirma que quem paga essa conta é o produtor rural de pequeno e médio portes, o micro e pequeno empresários, são aqueles que geram empregos.

"É papel do estado incentivar o empreendedorismo e não inibir como tem feito hoje. O estado tem a função de servir ao cidadão e não ser servido por ele. Vamos fazer uma reforma tributária decente, que se consegue empreender", destaca.

Outra defesa fervorosa de Fernanda é quanto à redução tributária para a geração de emprego e renda. "De forma prática enxergo que uma empresa pequena que emprega cinco pessoas hoje, se houver a redução de tributos, conseguirá em pouco tempo empregar dez trabalhadores. Quando falo de reforma da tributação, não penso apenas no empreendedor, mas também de quem precisa do trabalho para sobreviver", enfatiza.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet