Olhar Direto

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Familiares de adolescente assassinado por engano em MT realizam protesto em Minas Gerais

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

18 Out 2020 - 15:15

Foto: Reprodução

Familiares de adolescente assassinado por engano em MT realizam protesto em Minas Gerais
Familiares do adolescente Ruan Pablo Costa Oliveira, que foi assassinado por engano a tiros em uma praça na cidade de Aripuanã (700 km de Cuiabá) em dezembro do ano passado, realizaram um protesto contra a até hoje impunidade aos autores do homicídio. A manifestação aconteceu na cidade de Ipatinga, interior de Minas Gerais.
 
Leia mais
Família de adolescente de 17 anos morto por engano cobra justiça

 
A família da vítima que é de Minas Gerais, foram até uma praça do município com cartazes pedindo por justiça e que os assassinos, que são de Mato Grosso, sejam presos pela morte do menor. Eles também soltaram balões em homenagem ao adolescente.
 
O crime aconteceu no dia 28 de dezembro, pouco mais de três meses após sua chegada na cidade. Antes disso, ele e a família moravam em Ipatinga (MG). Depois de um dia de trabalho em uma oficina, Ruan havia ido até a praça da cidade pegar sinal de wifi, juntamente com um amigo, quando foram surpreendidos por dois homens que atiraram. Ruan foi morto por engano, conforme aponta a Polícia Civil.
 
As investigações apontam que os responsáveis pelo homicídio são Edmilson Gomes Ferreira e Osvaldo Yung Junior, conhecido como Junior Caxeta, (irmão do vereador Caxeta) que estão em liberdade.
 
Ainda conforme as investigações, a dupla pretendia matar dois homens envolvidos em uma tentativa de latrocínio ocorrida com o filho de um vereador e acabaram atirando em Ruan Pablo por engano.
 
A Polícia Civil informou que Edimilson Ferreia chegou a ser preso, ocasião em que foi interrogado, porém foi colocado em liberdade. O outro suspeito, Osvaldo Yung Junior está com o mandado de prisão em aberto e continua foragido.

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet