Olhar Direto

Quinta-feira, 22 de abril de 2021

Notícias / Cidades

bastante ferido

Vídeo mostra dificuldades de resgate a indígena atacado por onça no Pantanal

Da Redação - Wesley Santiago

19 Out 2020 - 11:20

Foto: Reprodução

Vídeo mostra dificuldades de resgate a indígena atacado por onça no Pantanal
Vídeo gravado por moradores na região de Baía dos Guatós mostram as dificuldades no resgate do indígena Irenaldo José da Silva, de 36 anos, que na sexta-feira (16) foi atacado por uma onça, no município de Barão de Melgaço, que fica no Pantanal mato-grossense. Ao todo, foram dois quilômetros percorridos em cima de um cavalo.

Leia mais:
Indígena ferido na cabeça durante ataque de onça pintada é transferido para Cuiabá; Veja fotos
 
O indígena foi atacado pelo animal na tarde de sexta-feira. Ele precisou ser transportado em um cavalo até chegar a uma parte do rio onde o barco poderia passar, já que parte está seca, por conta da estiagem.

 

Uma mulher, não identificada no vídeo, relata as dificuldades vividas pelos moradores da região. “Vai ter que percorrer isso até, até chegar em um lugar que tem recurso. Quando a gente cobra, é porque é difícil morar na aldeia. Não tem um veículo, uma embarcação. Está todo seco o rio”.
 
“Graças a Deus que a equipe de saúde ainda está em área. Porque se não era mais difícil ainda o acesso”, completou a mulher. A vítima chega a sentir câimbras durante o transporte.
 
Ele teve de ser trazido para Cuiabá após receber os primeiros socorros ainda na área pantaneira. Os ferimentos foram em sua maioria na cabeça, no pescoço, nas costas e nos braços da vítima.
 
Conforme informações do tenente coronel Dércio, do Corpo de Bombeiros Militar, dois soldados que estavam na região do Rio Pixaim foram ao atendimento primário da vítima e relataram a situação aos seus coordenadores.
 
Ao chegar ao local, os soldados Zancanella e França relataram que a vítima estava ferido na região da cabeça, porém, já tinha recebido os primeiros socorros do médico Rafael Lobo,  residente da mesma aldeia que a vítima também mora.
 
O médico relatou que Irenaldo estava consciente, porém, com saturação baixa. A estratégia da equipe foi conduzir a vítima junto do médico ao encontro da unidade de resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), visto que estava com perda significativa de volume sanguíneo.
 
No trajeto, a vítima foi transferida  para a ambulância  que deslocava de Poconé junto de uma viatura da Força Nacional. O vítima, entregue à unidade médica de Poconé (distante 105km de Cuiabá), teve que ser transferido para Cuiabá, pois os ferimentos eram muito extensos, chegando a atingir uma artéria. Ele necessitava de um atendimento especializado em um centro cirúrgico.
 
A vítima foi entregue  no centro cirúrgico em Cuiabá por volta de 01h da madrugada deste sábado, no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), com vida. Segundo Dércio, o atual estado de saúde do indígena ainda não foi informado pela equipe médica.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet