Olhar Direto

Terça-feira, 24 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Júlio Campos participa de evento, critica PT e cobra que Governo olhe para o interior

da Redação - Isabela Mercuri

29 Out 2020 - 16:00

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Júlio Campos participa de evento, critica PT e cobra que Governo olhe para o interior
O ex-governador Júlio Campos, candidato a primeiro suplente de senador na chapa de Nilson Leitão (PSDB), voltou a participar dos eventos de campanha, depois de se curar da Covid-19. O diagnóstico veio no início do mês de outubro. Nesta semana, ele esteve em encontros com lideranças regionais em Cáceres (219km de Cuiabá), onde criticou o PT e cobrou que o Governo do Estado olhe mais para o interior.

Leia também:
Após participar de convenções e atos políticos, Júlio Campos é diagnosticado com Covid-19

Segundo ele, que também já foi senador da República e Deputado Federal, é necessário investir na hidrovia e no porto em Cáceres para, com isso, gerar empregos. "Hoje, o produtor rural de Sapezal, de Comodoro, de Campos de Júlio, que estão logo aqui em cima, manda a produção para Rondônia, no porto de Porto Velho, gastando pelo menos mais 600 km. Se o nosso porto estivesse funcionando, todos esses produtos seriam canalizados aqui, indo para o exterior, para a Argentina, para o Uruguai, para o mundo todo", disse.

Julio ainda fez questão de criticar as administrações do Partido dos Trabalhadores. "O PT sempre está postergando o desenvolvimento. Eles querem que todo mundo viva de Bolsa Família. Lutamos há 20 anos contra as barreiras criadas por eles e só agora nós estamos reestruturando essa possibilidade. Não tem lógica ter indústria e o porto não estar funcionando. Eles não querem o progresso", apontou. 

O ex-governador ainda ‘cutucou’ o governador Mauro Mendes (DEM), seu correligionário, mas que apoia o senador interino Carlos Fávaro (PSD) na eleição suplementar. "Infelizmente o governo está muito concentrado em Cuiabá, em termos de diálogo político, e o interior se sente distanciado das decisões governamentais. Eles precisam interagir mais com os cidadãos, ouvir mais os nossos vereadores, os prefeitos do interior, as lideranças sociais e empresariais. Isso, com certeza, precisamos e vamos fazer".

"Nós temos que mudar a economia daqui. Municípios mais novos do que Cáceres cresceram mais, evoluíram, são mais ricos. A economia daqui não corresponde à realidade. Não adianta focar na infraestrutura e não trazer a indústria e o comércio para cá", completou o democrata.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet