Olhar Direto

Segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

Saad diz que não recebeu ‘1 real’ do PSDB, e Avalone rebate “Fico surpreso com essa posição”

Da Redação - Isabela Mercuri

21 Nov 2020 - 15:27

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Saad diz que não recebeu ‘1 real’ do PSDB, e Avalone rebate “Fico surpreso com essa posição”
O vereador Ricardo Saad, presidente municipal do PSDB, afirmou  que não recebeu ‘1 real’ do diretório estadual do partido para fazer sua campanha à reeleição. Ele ainda afirmou acreditar que o diretório recebeu este dinheiro, mas “mandou pra todo mundo, menos pro municipal”. Nesta quarta-feira (18), o presidente estadual do partido, deputado estadual Carlos Avalone, se disse surpreso com a posição do correligionário.

Leia também:
Misael diz estar de cabeça erguida após derrota e promete 'guerrear' para reeleger Emanuel Pinheiro

“Eu não recebi um real [do PSDB]. E o municipal não recebeu nenhum real do PSDB nacional nem estadual. Eu acho que o nacional mandou para o estadual e o estadual mandou pra todo mundo menos pro municipal, você pode entrar na conta lá que não tem nenhum...”, disse Saad. A respeito da possibilidade de Avalone ter direcionado a verba para a campanha de sua mulher, que foi candidata a vereadora, Saad disse que “vai investigar”.

“Fico surpreso com essa posição do Ricardo se ele fez dessa forma”, afirmou Avalone nesta quarta-feira (18). “Logicamente todos os recursos são públicos e vão estar dentro das prestações de contas, e quando as prestações de contas acontecerem todo mundo vai ficar sabendo. Veio da nacional em torno de R$ 300 mil para que fosse dividido entre os prefeitos e prefeitas, e candidatos a prefeito. Mas isso vai estar totalmente divulgado, e eu acho que esse é um assunto a se discutir internamente, acho que ele está um pouco magoado com o resultado, e... precisa ter um pouco mais de calma, e nós vamos tratar isso dentro das linhas partidárias que é o melhor caminho para isso”, completou o presidente estadual.

Saad não foi reeleito vereador, assim como Maria Avalone também não foi eleita. Para o deputado, o resultado de sua esposa nas urnas foi positivo, mas o pequeno número de vereadores do PSDB deu-se pela falta de um candidato próprio a prefeito em Cuiabá. “É uma pena que não deu para chegar, justamente por causa de não termos tido uma candidatura própria, que foi minha defesa o tempo todo. Eu gostaria que o partido tivesse uma candidatura própria, porque assim com certeza o PSDB teria feito dois ou três candidatos. Às vezes ela tivesse se elegido, Ricardo tivesse se elegido, e seria mais interessante para o partido. Mas isso são águas passadas, já foi, o importante foi a votação e a atuação que houve durante o processo eleitoral”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet