Olhar Direto

Segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Notícias / Cidades

Com prejuízo de R$ 1,2 mi, ônibus queimados devem prejudicar os alunos, afirma prefeito

Da Redação - José Lucas Salvani

21 Nov 2020 - 14:12

Foto: Reprodução

Com prejuízo de R$ 1,2 mi, ônibus queimados devem prejudicar os alunos, afirma prefeito
Com um prejuízo estimado em R$ 1,2 milhão, os ônibus queimados no distrito União do Norte, de Peixoto de Azevedo (a 675 km de Cuiabá), devem prejudicar os alunos na retomada às aulas, acredita o prefeito Maurício Ferreira de Souza (PSDB). O incêndio aconteceu nesta sexta-feira (20) e até o momento não se sabe o que pode ter acontecido. A suspeita inicial é que o incêndio tenha sido resultado de um ato de vandalismo.

Leia mais:
Prefeito afirma que incêndio em ônibus pode ter sido ato de vandalismo

“Pode comprometer o transporte dos alunos. Não sei como está a programação do Governo do Estado. A gente deve acompanhar o calendário do Estado de retorno as aulas, mas é bastante preocupante”, afirma o prefeito ao Olhar Direto.

Segundo o prefeito, o prejuízo estimado é mais de R$ 1,2 milhão. Os ônibus foram comprados em 2018 e passaram por duas revisões em 2020. A primeira aconteceu no início do ano, devido ao começo do ano letivo, enquanto a segunda revisão aconteceu próximo as eleições, visto que os veículos foram utilizados para o transporte de eleitores. 

“Em um primeiro momento, precisa apurar o que realmente aconteceu. O fato é bastante inusitado e inesperado. Não teria porquê [ter acontecido]. Pelo que conversei com o pessoal especialista, a chance é quase 0 de ser um acidente”, afirma ao Olhar Direto. “Aparentemente, tudo indica que foi um ato de vandalismo, de pessoas criminosas que fizeram isso”, completa.

Ainda não há informações sobre como o incêndio começou. Os veículos estavam estacionados um ao lado do outro quando foram tomados pelas chamas. Foi necessário realocar os demais ônibus em outros pontos do pátio para evitar que o fogo se alastrasse.

Uma equipe de Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) deve comparecer ao local para confeccionar um laudo que aponte as causas do incêndio. O caso está sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil (PJC).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet