Olhar Direto

Domingo, 24 de janeiro de 2021

Notícias / Cidades

Criminosos responsáveis por chacina fecharam estrada com caminhonete e percorreram 50 km com vítimas

Da Redação - Fabiana Mendes

24 Nov 2020 - 17:14

Foto: Reprodução

Criminosos responsáveis por chacina fecharam estrada com caminhonete e percorreram 50 km com vítimas
Os criminosos que executaram quatro pessoas no sábado (21), fecharam a BR-174 com uma caminhonete e percorreram 50 quilômetros com as vítimas de Aripuanã até Juína. Segundo a delegada Amanda Menucci, o grupo descia a Serra do Garimpo, por volta das 9h, quando foi abordado.

Leia mais:
Sobrevivente de chacina com quatro mortos foi poupada por estar grávida

As vítimas foram identificadas como Elzilene Tavares Viana, de 41 anos, conhecida como Babalu, o filho, Luiz Felipe Viana Antônio da Silva, 19 anos, o marido, Leôncio José Gomes, de 40 anos, e Jonas dos Santos, de 25 anos (garimpeiro). Uma mulher foi poupada por estar grávida.

Segundo o boletim de ocorrências do caso, a esposa relatou que durante o trajeto, após o sequestro das cinco pessoas, ocorrido na saída do garimpo ilegal, os bandidos informaram para as vítimas que elas seriam executadas.

“As informações preliminares foram repassadas por uma quinta pessoa que também teria sido rendida pelos suspeitos e poupada, segundo ela mesma, por estar grávida e ter o seu marido implorado”, afirmou a delegada Amanda Menucci.

“Ela [a grávida], seu esposo e as outras três pessoas desciam a Serra do Garimpo, em direção ao município de Aripuanã, quando foram abordados por quatro sujeitos armados, um deles com arma longa, que tinham trancado a estrada utilizando-se de uma caminhonete. Momento que todas pessoas foram rendidas e conduzidas por aproximadamente 50 quilômetros em direção ao município de Juína”, acrescenta.

Na cidade, os bandidos liberaram a grávida, disseram para ela nunca mais voltar à região e a ameaçaram de morte caso contasse sobre o ocorrido.

As vítimas foram encontradas carbonizadas, assim como o veículo utilizado no crime pelos bandidos. Os corpos foram localizados após o pai de Jonas relatar o seu desaparecimento.

A motivação do crime é investigada pela Polícia Civil de Aripuanã.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet