Olhar Direto

Terça-feira, 09 de março de 2021

Notícias / Política MT

Emanuel Pinheiro é reeleito prefeito de Cuiabá com 51,15% dos votos

Da Redação - Arthur Santos da Silva

29 Nov 2020 - 16:40

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Emanuel Pinheiro é reeleito prefeito de Cuiabá com 51,15% dos votos
O Olhar Direto realiza neste domingo (29) a cobertura da apuração dos votos em Cuiabá. Disputam o comando da Capital o atual gestor, Emanuel Pinheiro (MDB), e o vereador Abílio Junior (Podemos). O resultado começa a ser computado às 17h. Clique aqui e acompanhe a contagem.

Acompanhe: 

Leia também 
TRE troca sete urnas e registra quatro infrações além da cometida por vereador eleito


18h45 - Com 100% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro (MDB) teve 51,15% dos votos, ou 135.871 votos. Abílio Junior (PODE) ficou com 129.777 votos, ou 48,85%. Houve, ainda, 12.379 votos nulos e 6.325 votos em branco e 93.745 abstenções.

18h20 - Apoiadores comemoram na casa de Emanuel:





18h12 - Jornalistas e apoiadores estão na frente da casa do prefeito. Já chegaram apoiadores e em 2 minutos ele deve sair para falar com a imprensa. Já chegaram ao local o secretário de cultura Francisco Vuolo e também Carlos Miranda.

18h09 - O coordenador de campanha de Emanuel, Wanderlucio Rodrigues, chegou agora à casa do prefeito reeleito. "Isso mostra o que eu sempre falei, o reconhecimento da população com a gestão Emanuel Pinheiro. Nós sabíamos que pelo trabalho prestado e para os próximos quatro anos, a população ia reconhecer o trabalho do nosso prefeito", afirmou. Disse ainda que a nova gestão não foi definida pelo prefeito.

"Valeu a pena, todos contra nós, mas nós vencemos o reconhecimento da população cuiabana", completou. "Foi difícil, uma perseguição sangrenta, todos contra nós, usando fake news, baixou muito o nível da campanha".  



18h00 - Com 99,10% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro teve 134.779 votos, ou 51,17%. Abílio Junior (PODE) teve 128.609 votos, ou 48,83%.

17h54 - Apoiadores já se aglomeram na porta da casa do prefeito Emanuel Pinheiro. O vereador Justino Malheiros, que não conseguiu se eleger, foi um dos que passou pelo local. 

17h52 - Com 94,95% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro (MDB) tem 51,13% dos votos, ou 128.453 votos; Abílio Junior (PODE) tem 48,87% dos votos, ou 122.796 votos. 

17h41 - Com 88,82% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro tem 51,24% dos votos, ou 120.259 votos, e Abílio Junior (PODE) 48,76%, ou 114.432 votos.

17h31 - Com 72,95% dos votos apurados, Emanuel Pinheiro (MDB) tem 51,25% ou 98.635 votos e Abílio Junior (PODE) 48,75%, ou 92.807 votos.

17h21 - Com 48,96% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro (MDB) tem 51,36%, ou 66.606 dos votos, e Abílio Junior (PODE), 48,64%, ou 63.088. 

17h11 - Com 6,13% das urnas apuradas, Emanuel Pinheiro (MDB) tem 52,47% dos votos, e Abílio, 47,55%

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 378.097 eleitores de Cuiabá estavam aptos a ir às urnas para escolher quem irá comandar o Poder Executivo da Capital no mandato de 2021 a 2024.
 
Outros 115.537 eleitores não puderam participar do pleito por culpa do título eleitoral cancelado. Do universo de eleitores em situação irregular, 85.432 tiveram a inscrição cancelada por não terem feito o cadastro biométrico.
 
Em Cuiabá há 4 zonas eleitorais (01ª, 39ª, 51ª e 55ª) que juntas são responsáveis pelo gerenciamento de 158 locais de votação e 1109 seções eleitorais. Para realizar a eleição em Cuiabá, a Justiça Eleitoral previu um gasto em torno de 628 mil reais, deste montante, quase 250 mil foi destinado a alimentação dos 4.436 mesários e 1.746 auxiliares.
 
A Justiça Eleitoral contou com o apoio de 383 policiais militares, 92 bombeiros, 14 policiais civis, 31 da politec, 64 policiais federais e 25 rodoviários federais. Além da força efetiva, 163 viaturas foram utilizadas para a execução dos serviços de segurança.
 
Foram 50 agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) que cuidaram do trânsito na frente do TRE, bem como da interdição da avenida do CPA. A apuração e totalização dos votos acontece nas dependências do Tribunal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet