Olhar Direto

Sábado, 16 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Diego Guimarães confirma que irá se candidatar ao cargo de presidente da Câmara de Cuiabá

Da Redação - Max Aguiar

30 Nov 2020 - 09:18

Foto: Reprodução

Diego Guimarães confirma que irá se candidatar ao cargo de presidente da Câmara de Cuiabá
Com discurso de "evitar submissão", o vereador mais votado de Cuiabá, Diego Guimarães (Cidadania), confirmou nesta segunda-feira (30) que irá se candidatar ao cargo de presidente da Câmara Municipal de Cuiabá. O parlamentar foi um dos principais cabos eleitorais de Abílio Brunini (Podemos) e Felipe Wellaton (Cidadania)  na disputa pela Prefeitura de Cuiabá. 

Leia mais:
“Arrancamos a possibilidade de aventureiros tomarem conta de Cuiabá”, diz Emanuel em primeiro discurso

Segundo Diego, se acaso ele conseguir viabilidade política e votos dentro do Parlamento para poder exercer o cargo de presidente, seria uma maneira de garantir a independência do Legislativo municipal. O próximo presidente será escolhido dia 1º de Janeiro de 2021, para assumir a cadeira que é ocupada atualmente pelo vereador Misael Galvão, que não conseguiu a reeleição. 

De acordo com Guimarães, a renovação na Câmara e a votação expressiva de Abílio foi um recado do eleitor aos vereadores eleitos, de que a Câmara precisa ser independente e com isso mudar a imagem ruim que passa para a população.

“Antes estávamos focados na eleição do Abílio, não planejava isso, mas com a vitória do atual prefeito eu coloco meu nome na disputa porque queremos representar os mais de 129 mil votos que Abílio recebeu dos cuiabanos e cuiabanas que não concordam com uma Câmara Municipal que é submissa ao Poder Executivo", disse o vereador.

O parlamentar explica que deve conversar com todos os colegas, até os da base do prefeito para explicar sobre a importância de um parlamento atuante e que não apenas cumpre ordens da prefeitura. Ele que já concorreu anteriormente e não obteve êxito, uma vez que a oposição era minoria dentro do parlamento, ressalta que a disputa deve ser pautada no fortalecimento e resgate da imagem do Legislativo Municipal.

"Vou procurar cada um dos 24 vereadores para falar sobre essa necessidade de mudar como a Câmara é vista e a necessidade de ter um parlamento verdadeiramente independente. As urnas mostraram que aqueles que conduziram o parlamento nos últimos quatro anos, que fizeram o legislativo submisso foram reprovados. Nossa ideia é compor uma Mesa mais representativa possível com uma proposta de fortalecimento e resgate da imagem da Câmara Municipal", concluiu o parlamentar.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet