Olhar Direto

Notícias / Ciência & Saúde

Cuiabá tem 94% dos casos recuperados da Covid-19, aponta SES

Da Redação - Fabiana Mendes

06 Dez 2020 - 08:08

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Cuiabá tem 94% dos casos recuperados da Covid-19, aponta SES
Dos 34.908 casos confirmados da Covid-19 registrados até 28 de novembro, 94% estão recuperados e 2,4% em monitoramento (isolamento domiciliar). Em Mato Grosso, o índice de recuperação é de 95,5% e monitoramento, 1,6%. No Brasil, 88,4% e 8,8% respectivamente. Os dados são do Informe Epidemiológico publicado semanalmente pela Secretaria de Saúde com apoio de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Leia mais:
MEC desiste de retomar aulas presenciais em universidades federais

Até 21 de novembro, foram notificados 44.390 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e Síndromes Gripais (SG), 1.827 casos nesta última semana, apontando aumento de 4,3%, crescimento percentual semelhante ao observado na semana anterior (4,0%). Todos os casos suspeitos foram investigados e entre eles, 1.265 (2,8%) aguardam o resultado do exame para confirmação ou não de Covid-19.  
 
Entre aqueles que se conhecia o resultado (43.125), 1.362 (3,2%) foram descartados por tratar-se de outras síndromes respiratórias e 41.763 (96,8%) resultaram positivo para Covid-19, sendo 34.908 (83,6%) residentes em Cuiabá. O percentual de casos notificados em Cuiabá e residentes em outros municípios/estados sofreu pequenas alterações nas últimas semanas.
 
No dia 28 de novembro de 2020 haviam 182 pacientes com a doença internados em
Cuiabá – residentes ou não, quantitativo superior ao observado em 21 de novembro (176). Entre os 182 casos que estavam internados na capital, 43,4% ocupava leitos de UTI (79), percentual inferior ao encontrado nas últimas semanas.
 
Esta semana, houve redução da taxa de ocupação de leitos de UTI adulta (23,1%) e da enfermaria (13,2%), bem como da taxa de ocupação de UTI pediátrica (20,0%) quando comparadas com a semana passada, tendo em vista que na semana anterior foi de 26,8%, 14,5% e 33,0%, respectivamente.

A redução tem se observados nas últimas semanas. O cálculo da taxa de ocupação considera casos descartados, suspeitos ou confirmados, tendo em vista que até o diagnóstico final são necessárias medidas de isolamento que requerem a ocupação de leitos destinados a pacientes com Covid-19; ressalta-se ainda que foram considerados casos de residentes e não residentes na capital.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet