Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Candidatos ao Senado receberam quase R$ 14 mi para campanhas; veja ranking dos 10 maiores doadores

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

03 Dez 2020 - 18:06

Foto: Rogério Florentino/OD

Candidatos ao Senado receberam quase R$ 14 mi para campanhas; veja ranking dos 10 maiores doadores
Os onze candidatos que disputaram a eleição suplementar para o Senado receberam a quantia de 13.693.119,63 em de doações para todas as campanhas somadas. Estes recursos vieram de empresários, advogados, fundo eleitoral e de produtores rurais do Estado.
 
Leia também
Bezerra revela descontentamento do MDB com ações 'antipartidárias' de Emanuel

 
Dentre os maiores doadores, chama a atenção o empresário do setor agropecuário Cleto Webler, um dos proprietários do Grupo Webler, que doou R$ 215 mil para Carlos Fávaro (PSD), R$ 50 mil para Nilson Leitão (PSDB) e R$ 50 mil para Coronel Fernanda (Patriota)
 
O candidato que mais recebeu doações, segundo o registro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi Carlos Fávaro, que obteve R$ 2.855.548,00 de apoiadores e R$ 77.000 de seu partido, via fundo eleitoral. Sem colocar um centavo de seu próprio bolso, o senador eleito tem como seu principal doador o produtor rural de Sapezal Orcival Gouveia Guimaraes, que fez um repasse de R$ 349.200 mil.
 
Nilson Leitão, segundo candidato que mais arrecadou, também não destinou recursos próprios para a campanha, que arrecadou R$ 2.746.745,00, contando com R$ 1.684.500,00 vindo do fundão eleitoral e da doação de R$ 200 mil do empresário Edilson Pissinati Macedo.
 
Euclides Ribeiro (Avante) foi o terceiro candidato com a campanha mais gorda, com R$ 2.057.237,00, que não contou com um centavo de dinheiro público e teve como maior doador o seu sócio, Eduardo Henrique Vieira Barros, que fez uma transferência de R$ 400 mil. O próprio candidato também fez uma autodoação no valor de R$ 296 mil.
 
A policial militar Coronel Fernanda, com R$ 1.563.695,00, teve a quarta maior arrecadação, com R$ 500 mil vindo do fundo eleitoral de seu partido e uma transferência de R$ 304 mil do vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido), seu maior doador. A candidata também fez uma doação para si própria de R$ 185.900,00 e seu marido, o tenente-Coronel Wanderson Nunes de Siqueira fez outra de R$ 30 mil.
 
José Medeiros (Podemos) ficou em quinto no ranking de arrecadação, com R$ 1.306.871,35 que veio majoritariamente do fundo eleitoral de seu partido, que apostou com R$ 1 milhão em sua candidatura. Seu maior doador pessoa física foi o empresário Odílio B. Filho, que doou R$ 200 mil.
 
Em seguida, o deputado Elizeu Nascimento (DC) arrecadou R$ 1.104.250,00, dos quais, R$ 1 milhão veio do fundo partidário do PSL. Ele ainda foi o seu segundo maior doador e contribuiu com a própria campanha com R$ 54 mil.
 
Candidato mais rico e que não utilizou dinheiro público, o empresário Reinaldo Moraes (PSC) doou R$ 287.832,10 para sua campanha e recebeu R$ 175 mil de Claudivan F. Fassinato, seu segundo maior doador, para a campanha, que arrecadou R$ 782.059,10.
 
O ex-governador Pedro Taques (SD) ficou em oitavo com uma arrecadação de R$ 732.600,00, sendo que deste total, R$ 650.000,00 veio de seu partido, pelo fundo eleitoral. Um de seus maiores doadores foi o seu ex-secretário e hoje sócio Ciro Rodolpho que depositou R$ 10 mil em sua conta eleitoral.
 
O deputado Valdir Barranco (PT), que conquistou mais de 100 mil votos, arrecadou R$ 266.484,00. Sua principal fonte veio do fundo eleitoral de seu partido, que forneceu R$ 104.370,00. Já o seu segundo maior doador foi ele próprio, com um depósito de R$ 31,4 mil.
 
Procurador Mauro (Psol), que também teve grande votação fez uma campanha franciscana, com R$ 136.205,00, dos quais R$ 127,3 mil veio de dinheiro público do ‘fundão’. Ele próprio doou também R$ 8,8 mil.
 
A campanha com menor arrecadação foi do economista Feliciano Azuaga (Novo), que recebeu R$ 64.425,18. O seu maior doador foi o empresário Newton Patricio Crespi, que disponibilizou R$ 20 mil.

 
Veja abaixo os maiores doadores:

 
1 - Eduardo Henrique Vieira Barros: Doou R$ 400 mil para Euclides Ribeiro
 
2- Orcival Gouveia Guimaraes: Doou R$ 349 mil para Carlos Fávaro
 
3 - Elza Junqueira de Carvalho Dias: Doou R$ 340 mil para Carlos Fávaro
 
4 – Cleto Webler: Doou R$ 215 mil para Carlos Fávaro / R$ 50 mil para Nilson Leitão e R$ 50 mil para Coronel Fernanda
 
5 – Otaviano Pivetta: Dou R$ 304 mil para Coronel Fernanda
 
6 – Carlos Webler: Doou R$ 300 mil para Carlos Favaro
 
7 – Roland Trentini
: Doou R$ 300 mil para Euclides Ribeiro
 
8 – Inacio José Webler: Doou R$ 235 mil para Carlos Fávaro
 
9 – Edilson Pissinati Macedo: Doou R$ 200 mil para Nilson Leitão
 
10 – Mauro Fernandes Schaedler: Doou R$ 200 mil para Carlos Fávaro

Comentários no Facebook

Sitevip Internet