Olhar Direto

Notícias / Política MT

Juca diz que se ‘autoconvidou’ para reunião sobre BRT: ‘só não participaremos se não deixarem’

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

21 Jan 2021 - 09:50

Foto: Assessoria

Juca diz que se ‘autoconvidou’ para reunião sobre BRT: ‘só não participaremos se não deixarem’
Depois de o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) avisar que não irá à reunião técnica para tratar sobre a implantação do BRT na sexta-feira (22), no Palácio Paiaguás, o presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB), disse que se “autoconvidou”, e só não participará caso sua entrada não seja permitida. Juca é correligionário e faz parte do grupo do prefeito. Além disso, assim como Emanuel, é contra a implantação do BRT.

Leia também:
Emanuel diz que é impossível Mendes enviar R$ 400 milhões do VLT para outros municípios

“Nós já nos autoconvidamos para estar nessa reunião. Nós queremos participar dessa reunião, a não ser que não for franqueada a nossa entrada, mas nós estaremos presentes, e se caso tiver essa oportunidade queremos ser ouvidos”, disse Juca na última quarta-feira (20), após reunião com o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (DEM).

A rusga entre prefeito e governador ganhou um novo capítulo quando Mendes comunicou sua decisão de trocar o modal de transporte de Cuiabá e Várzea Grande. Segundo Emanuel, o grande problema foi a Prefeitura não ter sido consultada e nem chamada para a discussão. Para o prefeito, agora que a decisão está tomada, não há mais o que discutir. Pinheiro disse que estuda a possibilidade de mandar seu vice, José Roberto Stopa (PV) à reunião de sexta-feira.

“São dois homens experientes. Um é o atual prefeito, outro já foi prefeito anterior, hoje está como governador do estado de Mato Grosso, e tem que chegar num consenso. O que nós não podemos é estar as principais avenidas de Cuiabá e de Várzea Grande cortadas ao meio. Tempos atrás eu recebi um amigo do estado de São Paulo e ele me disse: ainda está essa bagunça? Foi o termo que ele usou. Ele tinha vindo a Cuiabá quatro anos atrás. Isso que não pode acontecer”, lamentou Juca.

O presidente da Câmara, no entanto, vê o BRT como um retrocesso. “Na minha opinião, não sou técnico no assunto, o modal moderno é o VLT. Se for analisarmos Curitiba já tem quase meio século que tem BRT, e está mudando para VLT”, completou o vereador.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet