Olhar Direto

Sábado, 27 de fevereiro de 2021

Notícias / Cidades

Secretário acredita que houve erro em distribuição de fardas, mas diz que solução é simples

Da Redação - Vinicius Mendes

23 Fev 2021 - 11:37

Foto: Reprodução / Rogério Florentino (Olhar Direto - Detalhe)

Secretário acredita que houve erro em distribuição de fardas, mas diz que solução é simples
O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, afirmou que pode ter havido um erro na distribuição das fardas a policiais militares, em números maiores do que informaram, porém “a maioria não reclamou”. Ele disse que a solução deste problema deve ser simples.
 
Leia mais:
PMs se indignam com o tamanho do fardamento recebido; Secretaria diz que não recebeu reclamações
 
No início deste mês, a Secretaria de Estado de Segurança Pública promoveu a aquisição de 12.270, fardas, 6.137 coturnos, 14.254 camisetas e 6.616 gorros. Os militares estavam há cinco anos sem receber fardamento e reclamaram que as fardas que receberam estavam em números muito maiores do que informaram.
 
Por meio de nota a Sesp afirmou que não recebeu nenhuma reclamação formal a respeito dos uniformes. Em entrevista o secretário Alexandre Bustamante acredita que houve um engano na distribuição, mas que é possível regularizar esta situação.
 
“Um troca com o outro, alguns engordaram, alguns emagreceram”, disse em tom de brincadeira, “mas a realidade é que a distribuição por número pode ser que tenha vindo algum com defeito, nós temos 7 mil profissionais, alguns reclamaram, mas a maioria não”.
 
A disponibilização e fornecimento do fardamento é obrigação do Estado. O fardamento completo com coturno, cinto, camiseta, camisa e calça sai em torno de R$ 500. Já o cinto de guarnição, colete, porta algemas custa mais de R$ 2 mil.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet