Olhar Direto

Notícias / Cidades

EMENDA

Senado Federal aprova R$ 200 milhões para funcionamento das 'novíssimas universidades'

Da Redação - Max Aguiar

28 Fev 2021 - 07:40

Foto: Rogério Florentino - Olhar Direto

Senado Federal aprova R$ 200 milhões para funcionamento das 'novíssimas universidades'
A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta quinta-feira (25) uma emenda apresentada pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), de R$ 200 milhões, para apoiar o funcionamento das chamadas ‘novíssimas universidades', dentre elas a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). A emenda deve constar do Orçamento Geral da União para 2021, a ser votada ainda no mês de março pelo Congresso Nacional. 
 
Leia mais:
“É um ganho, eles são pessoas de altíssimo nível”, diz Botelho sobre retorno de conselheiros ao TCE

Ao todo, a Comissão de Educação recebeu 91 indicações de emendas, incluindo  emendas de apropriação, modalidade que garante recursos no Orçamento. Além da emenda apresentada por Fagundes, o relator, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), recomendou a inclusão de R$ 500 milhões para a aquisição de veículos do transporte escolar da educação básica. 

Na quarta-feira, Wellington se reuniu com os reitores das seis universidades. São elas: Universidade Federal de Jatai (GO), Universidade Federal de Catalão (GO), Universidade Federal do Delta do Parnaíba (PI), Universidade Federal do Agreste Pernambucano (PE) e Universidade Federal de Rondonópolis, criadas em 2018, e Universidade Federal do Norte do Tocantins (TO), em 2019. Todas essas universidades enfrentam dificuldades para funcionamento pleno.

“Estamos trabalhando para viabilizar esse projeto como um todo, integralmente, porque não basta criar e desmembrar: é preciso dar as condições adequadas para que todas, no nosso caso, a UFR, tenham condições de dar as respostas que a sociedade precisa no ensino, na pesquisa, na extensão e também, claro, na inovação”, frisou o senador mato-grossense. 

Além dos recursos destinados ao pleno funcionamento das novíssimas universidades federais brasileiras, Fagundes também propôs R$ 100 milhões para interligação nos estados de universidades, institutos federais, universidades de pesquisa, hospitais e parques tecnológicos e escolas, em alta velocidade por meio de fibras óticas. Segundo ele, se faz necessário impulsionar a Infovia, de forma a democratizar o acesso à educação.

Educação Profissional e Tecnológica

O senador Wellington Fagundes também propôs à Comissão de Educação uma emenda para ser incluída ao Orçamento da União no valor de R$ 200 milhões destinada a apoio e execução de planos de reestruturação e modernização da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Os recursos serão destinados à ampliação de oferta de cursos e redução da evasão escolar por meio de adequação e da modernização da estrutura física das unidades de ensino. 

Esses recursos, de acordo com a emenda de Fagundes, também devem ser destinados à aquisição de imóveis, veículos, máquinas, equipamentos mobiliários e laboratórios.

(Com Assessoria).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet