Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Variedades

Como é o tratamento para viciados em drogas em uma clínica de recuperação?

Como é o tratamento para viciados em drogas em uma clínica de recuperação?
Como é o tratamento para viciados em drogas em uma clínica de recuperação?

O vício, do alcoolismo às drogas, é um problema que afeta muitas famílias brasileiras. No caso dos dependentes químicos, familiares não encontram outra saída a não ser procurar por uma clínica de recuperação.

Essa é, realmente, a melhor ajuda que pessoas próximas ao viciado em drogas podem oferecer. Uma clínica de internação para dependentes químicos é capaz de oferecer tratamentos especializados para cada tipo de vício, tratando o indivíduo como um todo.

Conviver com um dependente químico não é fácil. Porém, também não é tão simples ter que tomar essa decisão para salvar quem tanto amamos. Nessa hora, surgem muitas dúvidas sobre como funciona todo o tratamento em uma clínica de recuperação.

Para te ajudar neste momento, tentamos simplificar alguns pontos e responder às dúvidas sobre o tratamento de drogas em uma clínica de reabilitação.

Métodos de tratamento em uma clínica de recuperação

Para os usuários de drogas, a maioria das clínicas oferecem tratamentos que envolvem medicamentos, internação e até mesmo psicoterapia.

Nem sempre os três métodos são utilizados. Mas, em muitos casos, é necessário a aplicação de todos eles. Tudo depende do grau de dependência do usuário.

A avaliação deste grau é feita pela clínica de internação para dependentes químicos e, às vezes, pelo próprio dependente. Ainda no início do vício é possível que o usuário entenda sua situação e procure uma clínica de reabilitação por conta própria.

Infelizmente, não é o que ocorre com frequência. Na maioria das vezes, as famílias procuram as clínicas quando a dependência já está em um grau muito avançado. O tratamento, nesse caso, sempre envolve a internação.

São três tipos: internação voluntária, internação involuntária e internação compulsória.

Como funciona o tratamento do viciado dentro da clínica?

Depois da avaliação de dependência realizada pela clínica de recuperação em Goiás, o usuário de drogas pode ser tratado interna ou externamente.

Em casos extremos e de elevada abstinência, é necessário que a internação seja total. Quando o usuário não toma essa decisão, a família pode optar pela internação involuntária. É um processo doloroso, mas importante para a vida do dependente.

Quando o usuário tem noção da sua dependência e quer se recuperar, admitindo isto espontaneamente, a internação pode ser parcial ou optar pelo tratamento externo em casos mais brandos.

Nestas situações, o usuário pode ficar internado apenas alguns dias por semana ou, simplesmente, ir até a clínica de recuperação de drogas para participar de grupos de apoio e receber tratamento psicológico.

Para os casos mais graves, como a desintoxicação é realizada nas clínicas de recuperação?

A desintoxicação dos viciados em drogas nas clínicas de recuperação e reabilitação tem como método apenas a privação das substâncias. Os dependentes internados nestes locais não possuem nenhum acesso às drogas, não importando o nível de abstinência.

O tratamento de LSD, cocaína e o tratamento de Crack, que são drogas mais pesadas, podem envolver o uso de medicamentos para desintoxicar o organismo do paciente em relação às substâncias presentes no corpo.

Quanto tempo dura o tratamento de drogas em uma clínica para dependentes químicos?

É difícil estabelecer um tempo para que o tratamento de drogas seja finalizado.

As clínicas de recuperação para drogados fazem de tudo para que o usuário se liberte do vício o mais rápido possível. Entretanto, voltar para a realidade e encarar a dependência não é fácil.

Muitos pacientes, mesmo depois de muito tempo nas clínicas, sofrem com a abstinência e com as recaídas. O tratamento contra as drogas é um processo que precisa ser realizado constantemente.

Qual o melhor método para o tratamento de drogas?

Não existe melhor método, mas sim o tratamento necessário para tratar determinado grau de dependência. O importante, em todos os casos, é que o tratamento envolva o acompanhamento psicológico e psiquiátrico.

O usuário de drogas precisa estar livre mentalmente da dependência para que não recorra ao uso.
Sitevip Internet