Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de junho de 2021

Notícias | Política MT

Contra a Covid-19

MS recebe mais doses de vacina para profissionais de segurança e Gilberto pede explicações

06 Abr 2021 - 07:05

Da Redação - Isabela Mercuri / Da reportagem local - Max Aguiar

Foto: Olhar Direto

MS recebe mais doses de vacina para profissionais de segurança e Gilberto pede explicações
Mesmo tendo uma população menor que a de Mato Grosso, o estado de Mato Grosso do Sul segue recebendo mais doses de vacina contra a Covid-19. A explicação do Ministério da Saúde era de que o estado vizinho tinha mais indígenas e mais idosos que Mato Grosso. No entanto, agora eles também receberam mais doses voltadas aos profissionais de segurança pública. Diante disso, o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo disse que pedirá explicações.

Leia também:
Botelho pede parecer do TCE para compra de oxigênio e alfineta MPE: “vão achar que estamos roubando”
 
“Até aqui o Ministério da Saúde tem informado que o estado de Mato Grosso do Sul tinha mais indígena que Mato Grosso. Mandou pra lá mais de 20 mil doses de vacina alegando que tinha uma população indígena maior. Hoje eu fiquei sabendo que grande parte da vacina que foi a mais já foi utilizada para vacinar outros públicos porque sobrou dose de vacina para indígena”, lamentou o secretário na manhã desta segunda-feira (5).
 
“O Estado de Mato Grosso do Sul teria uma população idosa maior que Mato Grosso, então como inicialmente a prioridade foi uma população de idade mais avançada, nós também  recebemos menos vacina. Agora, surpreendentemente, Mato Grosso do Sul também recebeu mais vacina para vacinar as forças de segurança”, completou.
 
Segundo Gilberto, além da Secretaria de Saúde, a Casa Civil e a Assembleia Legislativa faz a gestão junto ao Ministério para pedir explicações mais pormenorizadas. “Nós temos 3 milhões e meio de população, e o Mato Grosso do Sul tem algo em torno de dois milhões e 700, ou seja, a população deles é menor que a nossa, então tem que ter uma explicação um pouquinho mais técnica dessa divergência do número de doses que está recebendo Mato Grosso do Sul e do número de doses que estamos recebendo aqui”, afirmou.
 
Além deste problema, Gilberto explicou que o estado de Mato Grosso também segue com a vacinação baixa em relação a outros estados porque os municípios não tem alimentado o sistema com as informações de aplicações. O secretário afirmou que divulgará novamente o ranking das cidades, mesmo que isso deixe os secretários municipais incomodados.
 
“Eu quero acreditar que todos os nossos secretários estão empenhados em aplicar a vacina, mas vacina aplicada é aquela que está no braço das pessoas e no sistema do Ministério da Saúde. Sem fazer registro fica difícil estabelecer a performance de cada um. Eu sei que há um certo desconforto, mas nós já estamos também cansados de ter que ouvir isso, que o estado é um dos piores de vacinação, e precisamos que a vacinação esteja dentro do sistema”, disparou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet