Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Política MT

anunciadas por Mauro

Wellington diz que Anvisa deve aprovar Sputnik, mas doses irão para a União

19 Abr 2021 - 15:32

Da Redação - Isabela Mercuri / Da reportagem local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Wellington diz que Anvisa deve aprovar Sputnik, mas doses irão para a União
O senador Wellington Fagundes (PL) afirmou que esteve em reunião com o Ministério da Saúde e conversou com técnicos da Anvisa recentemente, e acredita que a vacina Sputnik V deve ser aprovada para uso no Brasil em breve. No entanto, o Ministério da Saúde já sinalizou que pagará por todas as doses e, assim, elas devem ir para o Programa Nacional de Imunização (PNI).

Leia também:
‘Já vi presidente dizendo que não ia comprar Coronavac’, diz Mauro sobre 'desconfiança' de Emanuel com Sputnik 

“Nós já discutimos isso hoje. Hoje, neste momento os técnicos da Anvisa estão na Rússia e um técnico de Mato Grosso está lá, acredito pela reunião que tivemos sexta-feira que a Anvisa deverá liberar a Sputnik”, contou o senador, nesta segunda-feira (19). Ainda segundo o senador, no entanto, as doses devem ir para a PNI.
 
“É valido o esforço do governo do estado mas quem deverá pagar é o próprio Ministério da saúde, inclusive na nossa reunião da sexta-feira o representante do Ministério garantiu que todas essas vacinas seriam compradas e pagas pelo Ministério”, afirmou.
 
Caso o Governo Federal realmente pague pelas doses, todas elas irão para a PNI e serão divididas proporcionalmente entre os estados da federação, como acontece atualmente com a Coronavac e a AstraZeneca.
 
O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou no final de março a compra de 1,2 milhão de doses da Sputnik V, por meio do Consórcio de Estados da Amazônia. Na ocasião, o governador afirmou que preferia que o Governo do Estado pagasse pelas vacinas e, assim, todas elas viessem para MT. No total, o Consórcio negociou 37 milhões de doses da Sputnik V.
 
Além da questão do pagamento, ainda é necessário que a Anvisa aprove o uso da Sputnik V no Brasil. A previsão de Mauro era de que a primeira remessa de doses chegasse a Mato Grosso dia 20 de abril, ou seja, na próxima terça-feira. Até o momento, no entanto, a vacina não foi aprovada pelo órgão regulador.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet