Olhar Direto

Sábado, 08 de maio de 2021

Notícias | Política MT

eleições 2022

Carvalho diz que Mendes reúne todas condições para reeleição e não vê adversários à altura

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Carvalho diz que Mendes reúne todas condições para reeleição e não vê adversários à altura
O secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho afirmou que o governador Mauro Mendes (DEM), apesar de manter o mistério sobre uma possível candidatura à reeleição em 2022, “reúne todas as condições” para tal. Carvalho também avalia que não há adversários à altura para disputar com o atual governador.

Leia também:
Carvalho diz que Medeiros era mais humilde quando senador: MT não precisa de ‘videozinhos’ na internet
 
“Pelo próprio histórico do governador Mauro Mendes e o perfil dele como gestor público, realmente essa discussão só irá acontecer a partir do ano que vem. O governador só irá falar se ele é candidato a reeleição ou não a partir de janeiro e fevereiro do ano que vem. Agora, vamos dar a César o que é de César. O governador Mauro Mendes reúne todas as condições para a sua reeleição, e acho difícil a gente ter um adversário com tantas coisas boas que esse governo tem feito para toda a sociedade”, disse o secretário em entrevista à Rádio CBN na segunda-feira (19).
 
Dentre os feitos de Mauro Mendes, Carvalho citou o equilíbrio das contas públicas, e ainda afirmou que o Estado pagará o RGA após o vencimento da Lei Federal 173, que acontece em 31 de dezembro de 2021. O secretário ainda disse que Mendes tem um grupo político ainda maior do que em 2018. “Esse grupo tem dado apoio a todas as ações do executivo, e essa decisão cabe exclusivamente ao governador, à sua família, a decisão para o ano que vem. Agora, reúne todas as condições, e essa decisão cabe a ele”, afirmou.
 
Em relação a possíveis adversários, Carvalho disse que não viu ninguém colocando o nome à disposição, e também não acredita na candidatura do prefeito Emanuel Pinheiro. “O prefeito Emanuel Pinheiro assumiu um compromisso de quatro anos com a Prefeitura de Cuiabá, eu acho que pelo menos esse compromisso ele deveria cumprir, que esse foi o processo dele na campanha eleitoral, falando nos quatro cantos de Cuiabá que ele seria um prefeito de quatro anos e não de dois anos. Agora, se ele resolver ser candidato a governador é um direito dele e a decisão cabe exclusivamente a ele”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet