Olhar Direto

Domingo, 13 de junho de 2021

Notícias | Política MT

PRIVATIZAÇÕES

Governador afirma que modelo de concessão de rodovias será defendido até fim do mandato

Foto: Michel Alvim

Governador afirma que modelo de concessão de rodovias será defendido até fim do mandato
Ao repassar 931,5 km de rodovias para a administração de concessionárias e da Associação Agrologística de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que as concessões públicas serão defendidas pela administração enquanto estiver à frente do Palácio Paiaguás. Afirma que o modelo apresenta bons resultados, apesar de críticas por conta da implantação de praças de pedágios.

Leia também:
Governo assina contratos de concessão para rodovias e MT passa a ter 1.394 km sob este regime

Para defender a concessão de equipamentos e serviços públicos, Mauro cita o exemplo da privatização das telecomunicações, que gerou queda nos custos de instalação. Lembra que em um longo período, a população precisava pagar caro para alugar telefones. O governador também se espelha em países desenvolvidos, com malha rodoviária de excelência.

“O caminho das concessões é a estratégia muito clara para que o governo vá fazendo os investimentos e, concedendo à iniciativa privada onde for viável, nós teremos condições de mantê-las em excelentes condições de trafegabilidade nos próximos 30 anos. Se fosse para a iniciativa privada construir a MT-040 não teríamos interessados (os riscos de investimentos seriam altos), ou seria transferido para o pedágio, colocando uma carga muito grande sobre os usuários”, afirmou, durante discurso.

Sobre críticas ao modelo e a existência de pedágios, Mauro avalia que descontentamento é algo normal, mas que sua gestão faz o que é correto. “As concessões foram feitas em todos os países desenvolvidos do mundo. Se nós olharmos para os EUA, Europa, China e grandes países do mundo, todos fizeram concessão. Todos eles estão errados e quem tá certo é quem me critica? Fica aí a reflexão”.

O repasse dos 931,5 km de rodovias à administração das concessionárias e da associação parceira vão assegurar um investimento total de R$ 1,9 bilhão diretamente na melhoria da malha rodoviária estadual ao longo do período de vigência dos contratos de concessão e da parceria, que são de 30 e 10 anos, respectivamente.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet