Olhar Direto

Quarta-feira, 16 de junho de 2021

Notícias | Cidades

Até 10 meses de atraso

Profissionais do Hospital Regional de Cáceres cobram pagamento de adicionais atrasados; SES nega atraso

Foto: Reprodução

Profissionais do Hospital Regional de Cáceres cobram pagamento de adicionais atrasados; SES nega atraso
Profissionais da Saúde do Hospital Regional Drº Antônio Fontes, do município de Cáceres (219 km de Cuiabá), realizaram, nesta quinta-feira (6), uma mobilização para cobrar da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) a regularização imediata de adicionais noturnos, de plantão e insalubridade, com atrasos que chegam a 10 meses na unidade de saúde. Os cerca de 40 trabalhadores se intercalaram, em turno, em frente ao hospital, com faixas que pediam respeito aos servidores. A SES, por sua vez, afirma que o salário, assim como o pagamento de insalubridade, está regular no estado. 

Leia também:
Rondonópolis tem mais de quatro mil pessoas à espera de doses da Coronavac para segunda aplicação

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde de Mato Grosso (SISMA/MT), o manifesto dos profissionais do Hospital Regional (HR) de Cáceres se junta ao movimento que já foi realizado em Alta Floresta, Colíder e Rondonópolis. A próxima agenda de mobilização, apoiada pela organização sindical, deve ocorrer semana que vem, em Cuiabá. 

“Os profissionais estão cansados física e emocionalmente e com problemas financeiros pois não recebemos os adicionais. E por isso, pedimos a imediata regularidade nesses pagamentos", reivindicou o servidor do HR e diretor do SISMA/MT, Joel Batista. 

Em complemento ao colega,  Luiz Antônio Costa, também servidor do Hospital, reforçou que o compromisso do Governo do Estado com a valorização dos trabalhadores, vai além de salários, e passa pelos adicionais e demais direitos, e por ocasião do descumprimento do Governo, esses são cobrados na manifestação.  

“Estamos aqui reivindicando os nossos direitos que não estão sendo cumpridos pelo governador. Nós estamos há mais de 10 meses sem os adicionais, nos sentimos lutando sozinhos nessa pandemia. Nossos colegas estão adoecendo, estão morrendo e além de trabalhar com tanta dificuldade, ainda o que é de direito está sendo tirado.”, lamentou a enfermeira do HR, Sammy Souza.

Carmen Macho, presidente do SISMA/MT, pontuou que o sindicato já realizou todas as medidas administrativas, jurídicas e políticas, para garantir os direitos dos trabalhadores. Em março, o SISMA denunciou os atrasos ao Ministério Público Estadual, após inúmeros contatos via ofício e com os gestores da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), em busca de soluções administrativas. 

“Após o início das manifestações do SISMA/MT, houve publicações de pagamentos, mas que apenas diminuem, mas não acabam com os atrasos. O sindicato se manterá atento e na luta, até que os servidores recebam tudo ao que fizeram jus”, explicou Carmen. 

Outros atrasos

De acordo com o SISMA/MT, além de Cáceres, o Diário Oficial do Estado demonstra que continuam com os adicionais em atraso, servidores dos Hospitais Regionais de Sinop, Alta Floresta, Rondonópolis, Colíder e Metropolitano, em Várzea Grande, MT Hemocentro, Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) e Ciaps-Adauto Botelho, em Cuiabá.

O que diz a SES-MT

Procurada pela reportagem, a SES disse que o pagamento dos salários dos trabalhadores, assim como do adicional de insalubridade, do Hospital Regional de Cáceres estão regulares. Disse ainda, que se existe alguma irregularidade nesse processo, este, deve corresponder a uma situação ímpar, e não generalizda. 

"A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) esclarece que os salários dos trabalhadores do Hospital Regional de Cáceres estão regulares. Se houver qualquer inconformidade, trata-se de questão pontual e excepcional. Também é importante destacar que o pagamento do adicional de insalubridade está regular em Mato Grosso, não havendo pendências relativas a este direito, que é válido para alguns trabalhadores", disse a secretaria em nota enviada à reportagem. 


.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet