Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Notícias | Política MT

MOBILIDADE URBANA

Após adiamentos, Emanuel entrega viaduto na Beira Rio com investimento de R$ 18 mi: "une de vez Cuiabá e VG"

10 Mai 2021 - 19:04

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Isabela Mercuri

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Após adiamentos, Emanuel entrega viaduto na Beira Rio com investimento de R$ 18 mi:
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) entrega a segunda grande obra de mobilidade urbana na Capital. Após alguns adiamentos, o viaduto Murilo Domingos, na avenida Beira Rio, foi entrega na noite desta segunda-feira (10), durante evento que contou com lideranças políticas estaduais. O empreendimento recebeu investimento aproximado de R$ 18 milhões e pretende resolver o problema dos congestionamentos diários na região que dá acesso à ponte Sérgio Motta, que liga a Capital com Várzea Grande.

Leia também:
Mauro Mendes diz haver “algo estranho” na prefeitura e nega pressão política para investigar gestão Emanuel

Ao chegar no local, Emanuel ressaltou que a obra representa virada de página da história da mobilidade urbana da região. “Com reflexos em toda a cidade. Humaniza o trânsito, garante o deslocamento com mais tranquilidade do mais humilde motociclista ao mais abastado motorista. Vai valorizar muito e dar mais qualidade de vida em uma das mais tradicionais avenidas da Capital”.

Ainda de acordo com o prefeito, o viaduto une de vez a Capital e a cidade vizinha, Várzea Grande. “Essa obra irá valorizar o acesso a Várzea Grande, que estava tremendamente sobrecarregado, especialmente para quem se deslocava para a Univag ou aeroporto. É uma obra que veio no momento certo. Vem com linda arquitetura, embelezando mais ainda a nossa tricentenária Capital. Une de vez Cuiabá e Várzea Grande, pois é uma obra para a Capital, mas que dá um apoio direto a todos os várzea-grandenses que trabalham em Cuiabá”.

A obra do elevado foi iniciada em junho de 2019, pelas empresas Lutufo Engenharia e Construções e Rivoli do Brasil Spa, com a previsão inicial de ser concluída em 360 dias. A entrega foi adiada algumas vezes para a realização de serviços de acabamento.

O recurso para a construção veio por meio de empréstimo com o Banco do Brasil, na ordem de R$ 51 milhões. O montante também serviu para a entrega do viaduto na avenida das Torres com o bairro Jardim Itália, que levará o nome do ex-vereador Juca do Guaraná, que faleceu em 2018.

“Veio de um financiamento chamado ‘Eficiência Um’, junto ao Banco do Brasil, no valor de R$ 51 milhões, em que fizemos os dois viadutos e estamos pavimentando vários bairros, como Jardim Imperial, Sol Nascente, Eldorado, Guaicurus e tantos outros. Financiamento com oito anos de pagamentos, com carência de um ano e juros de 9% ao ano. Portanto, uma linha de crédito que só prefeituras com boa gestão fiscal consegue para investir na qualidade de vida da população”, afirmou.

Emanuel ressalta que os dois viadutos e a obra do Contorno Leste são exemplos de obras que preparam Cuiabá para o futuro. Mostram a intimidade da nossa cidade com o futuro. Relata que além do viaduto, a prefeitura está recapeando toda a avenida Beira Rio, assim como implantando a sinalização horizontal e vertical, e revitalizando o canteiro central da via.
 
Em nome da família, o irmão do ex-prefeito, Toninho Domingos, se disse bastante emocionado e citou o nome dos parentes mais próximos do homenageado, agradecendo o prefeito da Capital. “Emanuel, não tem palavras para agradece-lo. Um prefeito de obras de primeiro mundo, que engrandece nosso estado. Esse viaduto tem muita relação com o Murilo, pois está próximo a entrada de Várzea Grande e às margens do Rio Cuiabá. Rio que ele teve muito amor. Em 1994, quando a Casa Domingos ia fazer 25 anos, na época estava sendo desenvolvido pela Empaer os alevinos de peixe e nós íamos fazer uma festa e o Murilo, preocupado com o Rio Cuiabá, e propôs abrir mão do evento para colocar alevinos, foi então que surgiu o projeto ‘Salve o peixe, salve o rio’. Talvez um dos únicos projetos que pegou, pois até hoje há a conscientização da população. Quando se pega um peixe pequeno, o chama de ‘murilinho’”, relembrou.

Além de Emanuel e de seu vice, José Stopa (PV), os secretários municipais da Capital e o prefeito e vice de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB) e José Hazama (DEM), respectivamente, participaram do evento. Também estiveram no ato o deputado federal Emanuelzinho (PTB); o senador Wellington Fagundes (PL); o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB); e o presidente da Câmara de Cuiabá, Juca do Guaraná (MDB).

A obra

A obra possui 400 metros de extensão, sendo 200 de uma ponta a outra da estrutura e mais 200 metros de muro em escama de concreto, somando os dois lados. Além disso, são 64 longarinas (vigas), de 24,7 metros, e mais sete pórticos com dois pilares de sustentação em cada um deles.

A iluminação da estrutura é feita por lâmpadas do tipo LED que, além de mais econômicas, também são responsáveis por dar maior claridade aos locais em que são utilizadas. No total, a parte superior do elevado conta com 34 postes instalados e a outras 32 luminárias na inferior.

Os estudos de viabilidade realizados para a implantação do viaduto apontaram que o fluxo de veículos tem sido cada vez mais crescente na região, o que resulta em quilômetros de congestionamentos com a espera de mais de 30 minutos, durante o horário de pico.

De acordo com a sondagem, a execução da intervenção pontual na Beira Rio deve duplicar a capacidade do cruzamento, atendendo de forma direta dez mil pessoas por hora/pico e, indiretamente, 145 mil habitantes do entorno.

A construção do elevado englobou também a execução de um projeto de paisagismo. O trabalho contou com plantio de grama, palmeiras e outras espécies de plantas ornamentais, que ajudam a deixar o visual do viaduto ainda mais contemplativo.

Também foi realizada a pintura dos pilares de sustentação com elementos símbolos da nossa Capital. Participaram desse projeto os seguintes artistas plásticos regionais: Fred Fogaça, participam desse trabalho os artistas Régis Gomes, Benedito Silva, Zilda Barradas, Babu 78, Vitório “Nico” e Sérgio Venny.

Homenagem

O viaduto é batizado de Murilo Domingo em homenagem ao ex-prefeito de Várzea Grande e ex-deputado federal por Mato Grosso, falecido aos 78 anos, em 2019, de traumatismo craniano e hemorragia cerebral - após ter sofrido um acidente em sua residência.

Advogado, político e empresário, Murilo Domingos nasceu em 1941, na cidade de Jardinópolis- SP, mudou-se para Mato Grosso em 1986 e construiu sua carreira política e empresarial na cidade industrial. Foi deputado federal (suplente e assumiu a vaga de Augustinho Freitas em 1996 e foi reeleito em 1998). Foi prefeito de Várzea Grande em 2004 e reeleito posteriormente.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet