Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Cidades

​SUSPEITO É PROCURADO

Polícia recupera R$ 40 mil de vítima do ‘golpe do intermediador de vendas’ online

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Polícia recupera R$ 40 mil de vítima do ‘golpe do intermediador de vendas’ online
A quantia de R$ 40 mil subtraída de uma vítima por meio de golpe cometido pela internet foi recuperada pela Polícia Civil de Mato Grosso, nesta segunda-feira (10), em trabalho de investigação realizado pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI).
 
Leia mais:
Prefeitura já apurava esquema de 'rachadinha' na Saúde após Ozenira suspeitar de fraudes
 
As investigações iniciaram após a equipe da DRCI receber informações sobre duas vítimas da cidade de General Câmera (RS) que foram vítimas de estelionato conhecido como “golpe do intermediador de vendas”.
 
Na situação, uma das vítimas anunciou em um site de compra e vendas pela internet, uma máquina agrícola, tipo colheitadeira. Para aplicar o golpe, o suspeito faz a clonagem do anuncio, fazendo com que a segunda vítima (interessada na compra) entre em contato com golpista e não com o verdadeiro vendedor.
 
A partir de então, o suspeito começa a intermediar a negociação, se passando pela pessoa interessada na compra para o vendedor e por dono do produto para o comprador. Durante toda a transação, a vítima interessada na compra é induzida a erro, fazendo o depósito nas contas estipuladas pelo suspeito, porém não recebendo o bem adquirido.
 
Induzida pelo golpista, a vítima depositou o valor de R$ 140 mil em diversas contas indiciadas pelo suspeito. Assim que tomou conhecimento dos fatos, a equipe da DRCI iniciou as diligências investigativas e conseguiu bloquear o valor de R$ 40 mil de uma das contas bancárias.
 
Segundo o delegado da DRCI, Ruy Guilherme Peral da Silva, as vítimas do Rio Grande do Sul foram orientadas a registrar o boletim de ocorrência dos fatos na Polícia Civil do estado para que a ocorrência seja remetida para a Polícia Civil de Mato Grosso dar continuidade aos trabalhos.
 
“Com as informações passadas pelas vítimas foi possível fazer o rápido bloqueio do valor em uma das contas e agora as investigações continuam em andamento para identificar e prender os envolvidos no golpe”, disse o delegado.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet