Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Notícias | Política MT

não gostou

Emanuel diz que audiência pública do BRT foi mais uma farsa: “tapa na cara da população”

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Emanuel diz que audiência pública do BRT foi mais uma farsa: “tapa na cara da população”
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não ficou satisfeito com a audiência pública do BRT, realizada pelo Governo do Estado na última semana. Para o prefeito de Cuiabá, ela foi “mais uma farsa” e a forma como o Palácio Paiaguás lida com o assunto é um “tapa na cara” da população.

Leia também:
Emanuel acena para novos aliados e reforça possibilidade de deixar prefeitura em 2022: “se todos me apoiarem será um ano e meio”

“Uma farsa, mais uma farsa. Não existiu legitimidade ali. Estão desrespeitando a população cuiabana e várzea-grandense. Um tapa na cara das duas populações a forma como isso é tratado. Como eu disse: mais uma vez, um grupo de poucos querendo governar para poucos”, disse o prefeito, após inauguração do viaduto Murilo Domingos, na noite da última segunda-feira (10).

Quando uma audiência pública foi realizada, sobre a mudança de modal, na Assembleia Legislativa, foi o Governo do Estado que a classificou como uma farsa. Emanuel, no entanto, não acredita que seja a mesma situação. “Se foi na Assembleia, como é que foi uma farsa né? Foi um deputado que solicitou, foi publica, presencial, híbrida, e lotou o plenário. Como é que poderia ter sido farsa?”, questionou.

“Agora uma audiência que o próprio governo tira o link, uma audiência de faz de conta. E eles estão se contentando porque eles governam para eles. Não governam para sociedade e isto está ficando cada vez mais claro. E alguém precisa falar isso no alto nível, no bom tom. Deixa a baixaria, o perfil isolacionista, deixa a baixaria, deixa o isolamento político, deixa a rejeição para eles. E quanto mais for passando o tempo, mais eles tão vendo que esta rejeição vem aumentando nas ruas. As vezes a classe política demora perceber, mas quando percebe vem igual onda”, completou o prefeito.

Próximos passos

Em seu discurso, Emanuel chegou a pedir apoio dos deputados para um “embate político” que deve acontecer em breve. Apesar de não indicar qual seria este embate, o prefeito afirmou que a discussão sobre o plebiscito para que o povo escolha entre BRT e VLT pode voltar à pauta. “Quando eu faço pronunciamento é para que os parlamentares conversem com o prefeito eleito, reeleito e os vereadores eleitos e reeleitos de Cuiabá numa eleição a cinco meses atrás. Nós temos a legitimidade o aval popular para decidir. Eles não dialogaram conosco até agora”, lamentou.

Com a expectativa de retorno do deputado Valdir Barranco (PT), que foi um dos que abriu a possibilidade de diálogo sobre o plebiscito, o prefeito acredita que as coisas podem mudar. “Eu acho que todo esse pronunciamento, toda polêmica de alto nível é importante. Todo mundo que quer debater com dados, com o que é o melhor para a população é importante. O deputado barranco tem essa vontade, tem esse desejo, ele não quer fazer nada goela baixo. Ele quer debater, quer ouvir, diferente do que preconiza o governador do estado”, afirmou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet