Olhar Direto

Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Notícias | Política MT

Após recusa da AL

Emanuel diz que Câmara apresentará projeto de plebiscito para escolha entre BRT e VLT

17 Mai 2021 - 11:42

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Airton Marques

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Emanuel diz que Câmara apresentará projeto de plebiscito para escolha entre BRT e VLT
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou que a sua base na Câmara de Vereadores irá apresentar um projeto de plebiscito para escolha do modal de transporte para Cuiabá, entre BRT e VLT. Segundo ele, Várzea Grande também pode apresentar projeto semelhante, e o valor jurídico dessa escolha será discutido depois: “o mais importante de tudo é o valor democrático”, defende.

Leia também:
Secretário de mobilidade critica mudança: "Assusta dizer que BRT custará R$ 470 milhões sem projeto executivo"

A fala de Emanuel foi feita durante uma visita ao pólo de vacinação no Senai nesta segunda-feira (17). Ele explicou que a ideia surgiu depois que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) não acatou à proposta de plebiscito apresentada pelo deputado federal Emanuelzinho (PTB). “Já conversei com minha base, com meu líder Mario Nadaf, com o presidente da Câmara Juca, com o vice-líder Kássio Coelho, mas quem está coordenando é o Mário com o vereador Dídimo. Nós vamos pedir. Já que a Assembleia não atendeu o pedido do deputado Emanuelzinho de fazer um plebiscito, a Câmara de Cuiabá vai fazer um, e a Câmara de Várzea Grande pode fazer outro. Ah, mas vai ter problema jurídico, o governador não é obrigado... tá bom, pode seguir, mas vamos ouvir o que pensam as duas populações, é uma tentativa”, defendeu.

Para o prefeito, o importante e necessário é que o povo seja ouvido. “Porque tanto medo de ouvir o popular, porque tanto medo de consultar o povo? Depois de uma mudança radical, depois de oito anos querer mudar sem ouvir ninguém? E de forma inexplicável, sem projeto básico, sem projeto nenhum, vir dar esse tapa na cara da população cuiabana? Não. Então nós vamos pedir plebiscito em Cuiabá, vamos ver se Várzea Grande concorda e também pede plebiscito lá, se vai ter valor jurídico ou não é outra discussão, vamos ver lá na frente, e aí o mais importante de tudo é o valor democrático, é a gente saber o que pensa a população cuiabana e a população várzea-grandense sobre um sistema de transporte que pode mudar sua vida”.

Sobre o fato de o prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB) ter votado a favor do BRT, Emanuel lamentou e disse que é compreensível que ele queira uma solução rápida, mas que o ideal seria ouvir a população várzea-grandense. “Ele está angustiado de ver a cidade dele abandonada, a cidade arrebentada, ele quer  e se a solução mais rápida do governo é essa, ele está indo nela, mas Cuiabá não concorda, Cuiabá concorda que nós queremos o melhor, queremos assegurar para a população cuiabana a conquista estabelecida que é o VLT, qualquer mudança nesse sentido qualquer discussão contrária nesse sentido vale a proposta do deputado Emanuelzinho, a população deve ser ouvida”, completou o prefeito. A proposta de plebiscito deve ser apresentada pela base de Emanuel na Câmara de Vereadores nesta terça-feira (18).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet