Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Notícias | Cidades

em área de mata

Quadrilha do ‘Novo Gangaço’ entra em confronto com a Polícia Militar

Foto: Reprodução

Quadrilha do ‘Novo Gangaço’ entra em confronto com a Polícia Militar
O bando envolvido no roubo as duas agências bancárias da cidade de Nova Bandeirantes (distante 1.026km de Cuiabá), entrou confronto com policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na tarde desta quinta-feira (10). Há relatos de que ao menos quatro criminosos morreram, mas as informações não foram confirmadas oficialmente. Os bandidos, que estavam fortemente armados, fizeram populares como reféns e levaram cerca de R$ 900 mil dinheiro dos locais no dia 04 de junho.


Leia também:
Diretor da PJC crê em localização de quadrilha do ‘Novo Cangaço’ e avisa: “Que tenham juízo para levantarem as mãos”

Conforme informações preliminares apuradas pelo Olhar Direto, as forças de segurança estavam mobilizadas há alguns dias em uma região de mata que fica a cerca de 100 km da cidade. 

As investigações apontavam que o bando tinha de 12 a 15 membros. Diante disso, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) empregou ao menos 150 homens na caçada dos bandidos.
 
O caso

Segundo informado pelo Comando da PM, o roubo teve início pouco antes das 10h da manhã. Os criminosos empregaram uso de arma de fogo de grosso calibre, como metralhadoras, fuzís e escopetas calibre 12. Na fuga eles utilizaram uma caminhote.

Na porta do banco eles deixaram reféns sem camisa e com as mãos pra cima enquanto faziam o recolhimento do dinheiro. Para assustar e evitar a chegada dos policiais, eles dispararam vários tiros em frente a praça pública. 

A informação preliminar é de que o bando teria apoio de um avião para fazer o transporte de todos na fuga. Esse detalhe ainda é levantado tanto pelo Ciopaer quanto pelo Bope. Outro detalhe é que os bandidos podem não ser de Mato Grosso. 

Todo ato é semelhante ao usado no estilo novo cangaço, que estava extinto em Mato Grosso desde 2013. Por conta disso, os policiais que foram empregados na ação são os mesmos que foram instruídos na época em cursos de busca pela mata. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet