Olhar Direto

Sábado, 24 de julho de 2021

Notícias | Política MT

CÁCERES

Médicos relatam falta de insumos e condições para realizar parto em hospital; prefeita aciona a Casa Civil

Foto: Reprodução

Médicos relatam falta de insumos e condições para realizar parto em hospital; prefeita aciona a Casa Civil
Profissionais médicos do Hospital São Luiz de Cáceres (distante 220km de Cuiabá) registram um boletim de ocorrência, na tarde de sexta-feira (18) relatando que na unidade não haveria mais insumos para realização de partos. Segundo relatório dos médicos, 33 grávidas aguardam o procedimento. 

Leia mais:
PM encerra festa clandestina com 50 pessoas e aplica multas que somam R$ 10 mil

O registro na polícia foi feito porque no hospital existem pacientes com gravidez de risco e por falta de insumos os médicos são obrigados a dispensar as mulheres. Uma mãe, que estava no hospital com sua filha durante a semana, relatou à imprensa local que os médicos disseram que "ela já estava passando da hora de ter o bebê, mas na unidade não tinha anestesia e outros materiais, por isso iria mandar ela pra casa", comentou. 

Para se isentar da responsabilidade, os médicos plantonistas foram até a delegacia e registraram o fato lá. No documento eles dizem que estão impossibilitados de realizar as atividades, afirmando que no hospital não existem luvas, máscaras, seringas, anestésicos, equipo para infusão venosa, roupa para o setor privado até campos cirúrgicos.

Prefeita busca ajuda

Ao Olhar Direto, a prefeita de Cáceres Eliene Liberato (PSB) disse que já está sabendo do problema e buscou formas de garantir atendimento no fim de semana. Já para a segunda-feira ela espera que a Casa Civil e a Secretaria de Saúde resolvam o problema. 

"Já fiz o pedido ao Máuro Carvalho (Casa Civil) e também para o secretário Gilberto Figueiredo (Saúde). Eles prometeram me dar um respaldo na segunda e resolver. Para o fim de semana algumas pacientes vão para o Hospital Regional e nossa UPA também. Também fiz a solicitação de urgência aos deputados Gimenez e Moretto para que ele nos auxilie nessa busca de insumos. Não podemos penalizar nossos moradores, ainda mais nesse período de Covid-19", comentou a prefeita. 

Outro lado 
 
O Hospital São Luiz (HSL) informa que foi surpreendido com aumento expressivo de demandas nos últimos dias e opera com sobrecarga de atendimento na sua maternidade. Somente na manhã da última sexta-feira (18), 33 pacientes estavam em atendimento.

A maioria das pacientes reside na região de Cáceres, o que sugere redução na oferta de vagas e serviços em cidades vizinhas. Vale ressaltar que o município não dispõe de leitos próprios, portanto os atendimentos via Sistema Único de Saúde (SUS) são realizados por meio do Hospital Regional, unidade estadual, e do São Luiz, que possui convênio com o Estado, sendo a única maternidade de alto risco de Cáceres e região.

No momento, os profissionais estão dando prioridade para os casos graves, que é a referência do HSL. A unidade busca redimensionar o seu estoque de insumos e materiais à nova realidade.

Somente nesta semana, o São Luiz realizou ao todo 15 cirurgias e 26 partos (cirúrgicos e normais). Mesmo com as adversidades, a unidade vem trabalhando veementemente para prestar serviço de qualidade para população do oeste mato-grossense e cidades da fronteira da Bolívia.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet