Olhar Direto

Quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

trecho perigoso

Kalil lembra da morte do pai na BR-163 e pede celeridade em obras da duplicação da Rodovia dos Imigrantes

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Kalil lembra da morte do pai na BR-163 e pede celeridade em obras da duplicação da Rodovia dos Imigrantes
O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB) cobrou a rápida atenção e atuação da Rota do Oeste para duplicação dos 28 km da Rodovia dos Imigrantes, que corta a cidade industrial e seria uma saída para veículos pesados com destino ao Sul e ao Norte de Mato Grosso. 

Leia mais:
Nico Baracat, assessor do Governo e motorista morrem em grave acidente

Em recente agenda o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, Kalil lembrou que não tem um dia da semana que não se registra acidentes na pista e que o trecho já é chamado de rodovia da morte, por conta das diversas colisões seguidas de óbitos. 

"A Rodovia dos Imigrantes é um importante corredor para Mato Grosso, mas não tem como não esperar mais para duplicação. Todo dia tem morte, acidente e colisões. A Rota do Oeste precisa se mexer e por isso falamos com o ministro para que ele dê uma saída rápida para os usuários daquela região", disse Kalil. 

O prefeito ainda lembrou que a BR-163, em todo território de Mato Grosso, precisa de atenção redobrada das auoridades federais. Durante audiêcia pública, Kalil foi enfático ao dizer que perdeu seu pai em acidente na rodovia e até hoje o trecho continua cobrando pedágios e sem concluir a duplicação. 

"Todo mundo sabe da história. Eu perdi meu pai na BR-163, voltando de Lucas de Rio Verde. A população de MT não tem como esperar mais. Precisa muito dessa duplicação e dos cuidados. Pedágio se paga e nada é feito. Não queremos só o paliativo, mas sim um trabalho de efetiva para a duplicação e acostamento da pista", pontuou Kalil. 

Morte de Nico

Nico Baracat, pai de Kalil, voltava de Lucas de Rio Verde em 2012 quando se envolveu em um acidente com dois bitrens e morreu na hora. O local exato da colisão é chamado de Parada do Abacaxi, em Nova Mutum, próximo ao Posto Gil, na entrada da Fazenda São João. 

Nico na época era Secretário de Cidades de Mato Grosso. Além dele, também faleceu no local no dia 16 de junho, o assessor da pasta Reginaldo Aparecido e o soldado da Polícia Militar Juvelino Carvalho Garcia, que dirigia a caminhonete S-10 na qual o trio viajava. 

Chovia no momento do acidente. Uma das carretas transportava combustível e com a batida ela saiu da pista. A caminhonete em que Nico e os outros dois servidores estavam sofreu grande avaria por causa do impacto. Uma das vítimas chegou a ficar caída sobre a pista até a chegada da Polícia Rodoviária Federal.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet