Olhar Direto

Domingo, 19 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

vice-governador

Otaviano Pivetta é indiciado por suposta agressão contra a esposa

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Otaviano Pivetta é indiciado por suposta agressão contra a esposa
O vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta (sem partido), foi indiciado pela Polícia Civil de Santa Catarina diante de suposta agressão contra a esposa, a advogada Viviane Cristina Kawamoto Pivetta. O caso teria acontecido no início de julho, em Itapema, interior catarinense. 

Leia também:
Mulher brutalmente espancada pelo marido revela ser agredida há sete meses; objetivo de criminoso era matá-la

A Polícia Civil confirmou ao Olhar Direto que tomou as providências legais cabíveis e encaminhou o procedimento ao Poder Judiciário. O registro da ocorrência narra que o caso teria acontecido em 7 de julho, quando a vítima acionou a Polícia duas vezes. Pivetta, na ocasião, negou a agressão, pagou uma fiança de R$ 6,6 mil e foi liberado.

Laudo do Corpo de Bombeiros emitido na última segunda-feira (2) comprovou a agressão, apontando que a vítima teria escoriações e hematomas na testa, braços e coxas.

Logo após o caso vir a público, na última semana, Viviane chegou a gravar um vídeo afirmando que tudo não passava de um mal-entendido. Nesta semana, no entanto, ela se pronunciou novamente, voltando atrás do que disse.

O advogado de Pivetta, Rodrigo Cyrineu, se pronunciou por meio de nota oficial afirmando que o caso está sob segredo de justiça, mas citou que o episódio tratou-se de uma “fatídica noite de intempestividades, aliada à interpretação equivocada e draconiana da norma penal por parte da Polícia Militar de Santa Catarina”.

Leia a íntegra da nota:
 
NOTA À IMPRENSA

1. O procedimento preliminar que tramita no Estado de Santa Catarina, atualmente sob fiscalização do Poder Judiciário catarinense, encontra-se sob a tarja do segredo de justiça, o que implica, via de regra, na impossibilidade de maiores considerações sobre os fatos lá tratados.
2. A despeito disso, considerando a divulgação reiterada pela imprensa, é forçoso realçar a fala pública do casal, inclusive com postagens em redes sociais, no sentido da inexistência de agressões a atrair a aplicação da legislação de regência.
3. Uma fatídica noite de intempestividades, aliada à interpretação equivocada e draconiana da norma penal por parte da Polícia Militar de Santa Catarina, redundaram na elaboração do noticiado boletim de ocorrência.
4. A realidade, entretanto, é absolutamente diversa e está sendo pormenorizadamente justificada perante as autoridades competentes em manifestação conjunta do casal que foi e voltou unido da Delegacia, retornando calma e pacificamente ao apartamento de veraneio.
5. A história irrepreensível de Otaviano Pivetta na esfera familiar depõe a seu favor como melhor e mais insuspeita testemunha, não havendo qualquer registro passado de incidentes desta natureza que justifique qualquer suspeita ou permita quaisquer pré-julgamentos.
6. A família é a maior prejudicada com a exploração excessiva de sua vida íntima e encarecidamente pede respeito e compreensão de toda a sociedade.
7. Sem possibilidade de maiores digressões em razão do sigilo imposto ao caso, a banca de defesa se limita a esclarecer em breves linhas o ocorrido, certa de seu arquivamento.

Cuiabá, 03 de agosto de 2021.
Rodrigo Cyrineu
Advogado
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet