Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

pós-manifestações

PP convoca reunião com deputados e pauta pode ser "freio" em Bolsonaro

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Arthur Lira e Neri Geller

Arthur Lira e Neri Geller

A bancada do Partido Progressistas, sigla que faz parte o presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira, deve se reunir na tarde desta quarta-feira (8) para tratar de assuntos referentes as manifestações que tomaram as ruas do país em favor de pautas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro. O deputado federal por Mato Grosso, Neri Geller, foi convidado para estar presente na agenda. 

Leia também:
Manifestantes tomam avenida do CPA para participar de ato pró-Bolsonaro em Cuiabá; fotos e vídeos

O encontro deve ocorrer na Câmara, ainda sem a presença confirmada de Arthur e nem do presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira, que atualmente está no cargo de ministro chefe da Casa Civil. Eles estariam envolvidos com outras reuniões e por enquanto apenas pediram que os pares partidários se façam presente na reunião. 

No bastidor a informação é que a reunião pode tratar da busca por uma maneira de colocar "um freio" no presidente da República, principalmente por conta das falas antidemocráticas ditas ontem em Brasília e em São Paulo. Bolsonaro chegou a dizer que nao iria mais cumprir nenhuma decisão tomada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes. 

Ao Olhar Direto, Neri disse que apenas foi convocado, mas não sabe o motivo da reunião. "É necessário falar de democracia e com cautela, sempre dentro do que a política e a Constituição permite. Fomos chamados para reunião, sabemos que o dia de hoje a política se volta para o que houve nas manifestações. Por isso é importante ouvir. O PP sempre está disposto a tratar de pautas presidenciais que atendam a população. Por isso somos da base. Vamos ouvir e debater e depois falaremos mais sobre qual decisão tomada", disse Neri. 

A palavra impeachment ainda não foi citada pelos apoiadores, mas para o grupo de oposição é a única saída para a forma que o presidente ataca os poderes. A reunião do Conselho Federal foi desmarcada, com a justificativa de que o presidente teria dito "só da boca pra fora", por isso não haverá mais encontro nenhum.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet