Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

manifestações

Rosa Neide vê crime em falas de Bolsonaro e bancada do PT se reúne para deliberações

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Rosa Neide vê crime em falas de Bolsonaro e bancada do PT se reúne para deliberações
A deputada federal Rosa Neide (PT) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou a democracia ‘totalmente’ e cometeu crime ao afirmar, em discurso na última terça-feira (7), que não aceitaria decisões de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo ela, a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) se reúne na tarde desta quarta-feira (9) para definir quais serão as deliberações após estes eventos.

Leia também:
PP convoca reunião com deputados e pauta pode ser "freio" em Bolsonaro

Segundo a parlamentar, Bolsonaro conseguiu “colocar seu povo nas ruas”, e isso é o direito de ir e vir constitucional. “Entretanto, na medida em que a Constituição é desrespeitada, creio que as manifestações foram muito negativas, esperamos a reação à altura do congresso e do STF”, afirmou ao Olhar Direto.

Após as manifestações, o presidente do senado Rodrigo Pacheco (DEM) cancelou as sessões destas quarta (8) e quinta-feira (9). Segundo o jornalista Gerson Camarotti, da Globo News, o motivo seria a falta de segurança e tensão política após os discursos do presidente. O Estadão também publicou uma matéria afirmando que, depois das manifestações, o vice-presidente Hamilton Mourão e o presidente da Câmara dos Deputados Artur Lira (PP) estão de ‘antenas ligadas’ para um possível impeachment ou cassação da chapa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Rosa Neide acredita que há respaldo legal para o impeachment ou cassação, mas ainda falta respaldo político, e viu como ‘fundamental’ a ação de Pacheco. Também enxergou com preocupação e antidemocrática a fala do presidente. “Totalmente [antidemocrática]. É crime afirmar que não aceitará decisões de um juiz da corte suprema”, argumentou.

Assim como a bancada do Partido Progressistas, sigla que faz parte o presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira, que deve se reunir na tarde desta quarta-feira (8) para tratar de assuntos referentes às manifestações, a bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) também se reuniu às 13h (horário de Brasília) para discutir as deliberações. “O país está passando por muitas crises: hídrica, alimentar, falta de empregos…essa deve ser a pauta, não o que apresenta o presidente da República”, defendeu Rosa Neide.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet