Olhar Direto

Domingo, 19 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

atendimento afetado

Estado bloqueia 60 leitos de UTI exclusivos para Covid-19 no Hospital São Benedito em Cuiabá

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Ilustração

Ilustração

O Governo do Estado bloqueou 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 do Hospital Municipal São Benedito, em Cuiabá. Por conta da pandemia, a unidade passou a atender exclusivamente pacientes afetados pelo coronavírus desde 12 de março de 2021.

Leia também:
PRF apreende aproximadamente 700 garrafas de vinhos importados da argentina avaliadas em R$ 170 mil

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) comunicou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na última quinta-feira (9). No dia seguinte, foram desativados 48 leitos, visto que ainda haviam 12 pacientes internados.

Conforme a Prefeitura de Cuiabá, no dia 13 de setembro, apenas três dias depois do bloqueio, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Central de Regulação, teria solicitado vaga de UTI no Hospital São Benedito para transferência de paciente da cidade de Várzea Grande.

Visando não omitir socorro, a unidade aceitou receber o paciente, mesmo estando com todas as vagas bloqueadas pelo Estado, que depois da solicitação desbloqueou a vaga requerida.

A manutenção dos leitos de UTI covid é realizada mediante cofinanciamento do Governo do Estado (R$ 400) e do Governo Federal (R$ 1,6 mil). O Município é responsável pelo gerenciamento dos recursos, manutenção dos equipamentos, profissionais e medicamentos.  

Além dos 60 leitos de UTI e 40 de enfermaria exclusivos para tratamento da covid-19 no Hospital Municipal São Benedito, a Prefeitura de Cuiabá disponibiliza à população cuiabana 95 leitos de UTI exclusivos no Hospital Referência à Covid-19, sendo 80 leitos adulto e 15 pediátricos. 

A gestão municipal classificou a postura do Estado em bloquear leitos - tanto em Cuiabá como no interior - como temerária, apesar do avanço na vacinação.

Embora tenha se tornado exclusiva para Covid-19, os demais serviços antes oferecidos no Hospital Municipal São Benedito não foram paralisados, e, sim, transferidos para o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

Outro lado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou cinco municípios de Mato Grosso sobre o bloqueio e suspensão do cofinanciamento de um total de 100 leitos de UTI Covid-19. A medida levou em consideração a redução na taxa de ocupação dos leitos de internação de pacientes em tratamento do coronavírus que, conforme dados do Painel Interativo da Covid-19 desta terça-feira (14.09), estava em 51,17%.

Conforme notificação, enviada às Secretarias Municipais de Saúde no dia 10 de setembro, foram bloqueados e suspensos o cofinanciamento estadual ao custeio de 10 leitos de UTI do Hospital Santa Casa de Rondonópolis; 10 leitos de UTI do Hospital Santa Rita, em Alta Floresta; 15 leitos de UTI do Hospital Regional de Nova Mutum; 5 leitos de UTI do Hospital Coração de Jesus, em Campo Verde, e 60 leitos de UTI do Hospital São Benedito, em Cuiabá.

Se não fossem bloqueados, esses leitos seriam pagos sem a devida utilização, uma vez que há queda constante na taxa de internação por Covid-19. As gestões municipais têm ciência de que o cofinanciamento de leitos é realizado enquanto perdura a necessidade, podendo haver a suspensão imediata no momento em que há a diminuição da demanda por internação. Além da constante redução na taxa de ocupação dos leitos, a decisão considera ainda a necessidade do retorno gradativo a o atendimento público e à realização de cirurgias eletivas. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet