Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias | Cidades

sonho virou pesadelo

Clientes de construtora protestam em frente a obra de condomínio atrasada há 9 meses

Foto: Reprodução

Clientes de construtora protestam em frente a obra de condomínio atrasada há 9 meses
Clientes da Ávida Construtora realizaram no último sábado (25), um protesto em frente ao condomínio Athenas, em Cuiabá, para manifestar em decorrência do atraso nas obras do residencial. O grupo diz que centenas de casas já foram vendidas e financiadas pela Caixa Econômica Federal e a construtora ainda não entregou nenhum imóvel.  

Leia também:
Com iluminação de LED e fonte luminosa, Prefeitura inicia projeto de obra de revitalização da Praça Santos Dumont

O atraso na entrega já teria ultrapassado nove meses e segundo vistoria realizada pelos próprios clientes, as obras estão muito longe do término. Enquanto o sonho da casa própria está cada dia mais longe, os futuros moradores do condomínio Athenas e do Residencial Bom Jesus fazem malabarismo financeiro para pagar as parcelas do financiamento e o aluguel das casas onde atualmente estão morando. 

Entre os clientes estão Priscylla Lemes e seu esposo que investiram na compra de uma casa para a constituição de sua família. Eles pagam em torno de R$ 1430,00 por mês de financiamento e taxa de obra e tinham a previsão de entrega do imóvel para dezembro de 2020 prorrogação de até 180 dias, porém, até hoje nenhuma resposta concreta sobre o prazo de entrega foi dada pela empresa. 



“A gente vai na obra e quase não tem funcionário trabalhando, ninguém sabe de nada, a gente é maltratado. Eu estou gestante, morando de favor, e esta situação é muito desgastante. É um sonho que virou pesadelo”, disse Priscila. 

Alguns moradores já conseguiram na Justiça a isenção do pagamento da taxa de obra, porém, o benefício não se estendeu a todos que ingressaram com ação judicial. A realidade da maioria é a insatisfação com o atraso da entrega dos imóveis e dor de cabeça por não terem respostas da construtora. 

A situação do Israel Ribeiro também é desesperadora. Ele fechou contrato com a Ávida em julho de 2018 e no momento da venda foi prometida a entrega da casa em março de 2020. Ele já adiou a data do casamento uma vez por conta do atraso da entrega da casa e está com a cerimônia marcada para outubro e, mais uma vez, não terá uma residência para iniciar a vida a dois. 



“Eu corri atrás dessa casa para eu agilizar minha vida, me casar, fazer meus planos e, infelizmente, eles foram interrompidos. A gente planeja, se esforça para cumprir nossos objetivos e a gente não tem o mesmo posicionamento da construtora”, disse Israel. 

Outro lado 

Ávida Construtora e Incorporadora se manifestou por meio de nota. Veja a íntegra abaixo:



Atualizada às 16h17
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet