Olhar Direto

Domingo, 22 de maio de 2022

Notícias | Cidades

feminicídio e homicídio

Pai que tentou impedir feminicídio de técnica de enfermagem não resiste e morre em Cuiabá

06 Dez 2021 - 11:58

Da Redação - Fabiana Mendes/Wesley Santiago

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Pai que tentou impedir feminicídio de técnica de enfermagem não resiste e morre em Cuiabá
Faleceu nesta segunda-feira (6), Aparecido José da Silva, de 67 anos, após ter sido esfaqueado pelo ex-genro, Junior dos Santos Igesca, 36, que não aceitava o fim do relacionamento com a técnica de enfermagem Franciele Robert da Silva, de 33 anos, assassinada a facadas, na noite do último domingo (05).

Leia também:
“Pelo amor de Deus, não mata a minha mãe”: menina de 12 anos pulou no pescoço do pai para tentar impedir feminicídio

Os crimes ocorreram no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) e foram presenciados pela filha do casal, de 12 anos. Aparecido estava internado no Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde passou por uma cirurgia.

Logo após, foi transferido para o Hospital São Bento, antigo SóTrauma, em Cuiabá, onde não resistiu aos ferimentos e faleceu. A liberação foi feita pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) nesta manhã.

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada no início da noite de domingo sobre a ocorrência de um homicídio. Ao chegar na residência, os policiais civis encontraram vítima, Franciele Robert, em um quarto nos fundos da casa. O corpo tinha várias perfurações de arma perfurocortante.

O autor do crime chegou à residência do pai da vítima pelos fundos e forçou a entrada na casa. O idoso tentou defender a filha e entrou em luta corporal com o bandido, que acabou ferindo-o gravemente.

Depois, o homem foi até o quarto onde a vítima tentava se esconder junto com a filha e arrombou a porta, desferindo os golpes contra a técnica de enfermagem.



Franciele estava separada do suspeito e tinha uma medida protetiva em virtude das ameaças que ele já havia feito contra ela e os filhos.

Após cometer os crimes, o suspeito se feriu e disse que havia tentado contra a própria vida. Ele foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e, depois de atendido no Pronto-socorro de Várzea Grande, foi encaminhado pela Polícia Militar até a DHPP.

O delegado Olímpio da Cunha Fernandes Jr. encaminhou representação ao Poder Judiciário pela conversão do flagrante em prisão preventiva, que deverá ser analisada na audiência de custódia.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet