Olhar Direto

Quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Notícias | Ciência & Saúde

DEU NA UOL

Técnica de enfermagem perde seio por câncer de mama após diagnóstico alegar que massa era apenas gordura

Foto: Arquivo Pessoal

Técnica de enfermagem perde seio por câncer de mama após diagnóstico alegar que massa era apenas gordura
Técnica de enfermagem e mãe de três flhos, Edileny Mayre de Oliveira, de 46 anos, faz tratamento de câncer de mama, em fase de metástase, depois que recebeu dois diagnósticos errados, que indicaram que o nódulo em seu seio seria apenas gordura. Segundo Edileny contou à Universa Uol, o erro a fez atrasar seu tratamento, iniciado num posto de saúde no bairro Jardim Independência, em Cuiabá. Ela apenas descobriu as dores decorrentes do câncer após gesto de sua filha de 11 anos, quando a pequena encostou a cabeça no seio direito da mãe. “Senti uma dor muito forte e fui ao médio no dia seguinte”, contou.

Leia mais: Médico explica sinais de alerta do AVC após mortes deste ano superar o total de 2021

A mulher relata que um primeiro médico do posto de saúde do bairro Jardim Independência, em Cuiabá, em 2019, a examinou manualmente e amenizou a situação, informando que o nódulo era pequeno. Ela foi encaminhada, então para exame com outro médico — que também não levantou a possibilidade de câncer.

"Fui ao médico logo no dia seguinte no posto de saúde perto de casa. Ele examinou, disse que estava pequeno o nódulo, mas pediu os exames. Quando fiz os exames, o mastologista afirmou que não era nada, apenas gordura. Falou até que o médico do posto iria diagnosticar a mesma coisa. No posto, eu recebi a orientação para fazer dieta porque seria gordura e tomar um remédio para amenizar a dor”, disse a técnica de enfermagem.

Porém, as dores da mãe não passaram com os medicamentos indicados pelos primeiros diagnósticos, e o estado do seu seio direito piorou. Diante disso, ela teve que buscar outro médico, no mesmo posto de saúde, meses depois. Somente após perceber que o estado de seu seio estava grave, o profissional decidiu que Edileny deveria passar por especialista em oncologia no Hospital de Câncer de Cuiabá.

Com o encaminhamento, ela fez exame de biopsia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) que atestou o câncer de mama, em março de 2020, aproximadamente sete meses depois do primeiro diagnóstico em rede pública.

Após 45 dias, ela levou o resultado do exame ao médico do hospital e ele constatou que o câncer já estava em estado avançado, por conta da metástase, e recomendou a retirada do seio.

Edileny então decidiu, após a retirada de seu seio, procurar o médico que lhe deu o primeiro diagnóstico errado, afirmando que seria gordura e que ela teria que fazer dieta. A resposta do médico, curta, apenas deu conta de que “ah, me desculpa era pra eu ter encaminhado direto pra biópsia mesmo.

A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá informou que está em busca de informações sobre Edileny para emitir posicionamento do caso.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x