Olhar Direto

Sábado, 25 de junho de 2022

Notícias | Política MT

FORÇA DO CENTRÃO

PL trabalha para que Bolsonaro tenha em MT a maior vitória do país em proporção de votos

Foto: Reprodução

PL trabalha para que Bolsonaro tenha em MT a maior vitória do país em proporção de votos
Em 2018, quando Jair Bolsonaro tomou posse como presidente da República pelo PSL, o Partido Liberal – atual legenda do presidente – contava com 33 parlamentares. No mês passado, com o fechamento da janela partidária, o partido viu esse número mais do que dobrar e, das siglas do Centrão, se tornou o principal destino de quem decidiu mudar de lado. Em Mato Grosso não foi diferente e o objetivo, agora, é trabalhar para que Bolsonaro seja reeleito no estado com a maior porcentagem de votos no País.

Leia mais:
Com foto de Mauro, Folha fala de aproximação de Bolsonaro a políticos do União Brasil

“Com a chegada do presidente Jair Bolsonaro conseguimos fazer do PL o maior partido do Brasil. São 77 deputados, 10 senadores e agora vamos construir uma aliança para que o presidente seja o mais votado proporcionalmente no Brasil em Mato Grosso”, disse o presidente do PL no estado e pré-candidato a reeleição, Wellington Fagundes.

Fagundes está no PL há pelo menos 30 anos, se somado o período de sua primeira filiação ao partido, em 1987 – entre 1999 e 2001 migrou para o PSDB, depois retornou para o Partido Liberal. Este ano, viu grande parte dos chamados “bolsonaristas raiz” desembarcarem em seu partido, muitos deles contrários ao apoio do presidente à sua reeleição.

Bem articulado, vem ignorando as criticas de que não representa o bolsonarismo e construindo pouco a pouco seu palanque. Na semana passada, contou com uma declaração pública de Bolsonaro de que por questões partidárias caminharão juntos nesta eleição.

Não à toa, grande parte dos novos deputados do PL migrou do União Brasil (fusão de PSL e DEM). É o caso do federal Nelson Barbudo e dos estaduais Elizeu Nascimento, Delegado Claudinei e Gilberto Cattani. Em que pese, a nova sigla do presidente Jair Bolsonaro não tinha nenhum parlamentar no Estado.

Na eleição de 2018, em termos proporcionais, Bolsonaro já teve sua maior vantagem registrada nos estados do Sul e Centro-Oeste do País. Somente em Mato Grosso, obteve 1.085.824 votos (66,42% dos válidos) e foi o primeiro colocado em 122 dos 141 municípios (86%).
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet