Olhar Direto

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Notícias | Política MT

Decepcionado com amigos

Emanuel manda recado para Botelho e Kalil e questiona falas contra o VLT: “Quem disse que vai custar R$10?”

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Emanuel manda recado para Botelho e Kalil e questiona falas contra o VLT: “Quem disse que vai custar R$10?”
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) fez questão de rebater falas e mandar recados a seus amigos, o deputado estadual Eduardo Botelho (UNIÃO) e o prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB), que recentemente fizeram críticas ao VLT. Emanuel questionou, por exemplo, de onde Kalil havia “tirado a informação” de que a passagem deste veículo custaria R$ 10.

Leia também:
Após Mauro dizer que não está preocupado com candidatura adversária, Márcia rebate: ‘Stopa é um trator’

Após a decisão do ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Contas da União (TCU), que suspendeu o andamento da licitação para a construção do Bus Rapid Transit (BRT), Kalil demonstrou preocupação. Ele afirmou que Várzea Grande é o mais prejudicado com a celeuma, que começou em 2014, com a paralisação das obras do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

"Analisei os comparativos entre VLT e BRT, o quanto demoraria para terminar um e outro. Será que o usuário consegue pagar R$ 10 na passagem do VLT? O BRT, o Governo vai subsidiar. Isso deve ser levado em consideração", pontuou o prefeito de VG recentemente.

Em live realizada na última terça-feira (10), Emanuel rebateu: “Quem que falou para você que a tarifa vai ser R$ 10? Da onde saiu isso, meu irmão? Eu vi uma entrevista sua... cadê o estudo técnico? Será que é coisa de técnicos do Governo do Estado que estão querendo chutar para cima para tentar desmoralizar o VLT, que é o que há de melhor para a população? Quem que disse para você, meu irmão, que é R$ 10 a tarifa? Quem falou? Onde saiu isso? Cadê o estudo técnico que comprova isso?”, questionou.

O prefeito de Cuiabá também afirmou, no mesmo vídeo, que Botelho deu uma “bola fora” ao falar que a decisão do TCU atrasa mais as obras. “Entendo que paralisarmos isso é deixarmos Cuiabá e Várzea Grande expostas, sofrendo por mais tempo. Acredito que deva ser revertido rapidamente. O projeto do BRT existe e está em andamento para ser aprovado”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na última segunda-feira (9).

Emanuel não gostou. “Lutar pelo que há de melhor para a população cuiabana é atrasar as obras? Dez anos as obras atrasadas, agora você está falando isso, meu irmão? Dez anos. O governador prometeu entregar o BRT e está aí... difícil, eim? Gosto de você demais, Botelho, mas faz isso não. Faz não, que você é cuiabano, você tem que lutar pelo melhor, pelo mais moderno, pelo mais inovador, pelo que dá mais sustentabilidade, dignidade e respeito. Larga de carcaça velha de ônibus. BRT foi sucesso há 50 anos em Curitiba, bora olhar para frente”, argumentou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet