Olhar Direto

Sexta-feira, 01 de julho de 2022

Notícias | Política MT

Grupo da esquerda

Lula não admite que Federação não tenha candidato em MT e Maria Lúcia é preferida para enfrentar Mauro Mendes

22 Jun 2022 - 10:18

Da Redação - Isabela Mercuri / Do Local - Érika Oliveira

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Lula não admite que Federação não tenha candidato em MT e Maria Lúcia é preferida para enfrentar Mauro Mendes
A escolha da ex-reitora da UFMT Maria Lúcia Cavalli Neder como pré-candidata da Federação PT, PV e PCdoB ao Governo do Estado é a mais provável. O ‘martelo será batido’ na sexta-feira (24), mas até mesmo o professor Domingos Sávio (PT), pré-candidato do PT, já sinalizou recuo. O nome ao Senado, no entanto, ainda segue incerto.

Leia também:
Maria Lúcia diz que federação quer “ampliar movimento” e não descarta conversa com Natasha

Segundo o presidente do PT em Mato Grosso, deputado estadual Valdir Barranco, o ex-presidente Lula (PT) tem pressionado para que haja candidaturas próprias da federação nos estados. “Ele tem dito que num estado em que o governador não passa de 40%, sendo candidato único e mesmo com dinheiro, não admite que não tenha candidato. Porque na Bahia o Rui tem 87% e tem candidato. Então ele quer essa candidatura ao Governo e ao Senado, e definindo, que na sexta a gente define, ele já vai nos convocar a uma reunião onde já traçaremos as metas com sua participação, inclusive com a vinda dele. Só está aguardando isso para definir sobre a vinda dele”.

Na última terça-feira (21), representantes da Federação se reuniram no escritório da deputada federal Rosa Neide (PT). A expectativa era que a decisão já fosse tomada, mas na saída os participantes disseram à imprensa que haverá nova reunião na sexta-feira (24). Segundo Barranco, até dia 10 de julho eles devem enviar todas as pré-candidaturas, tanto proporcionais quanto majoritárias, para a federação nacional.

Para o Senado, cada partido da federação apresentou um nome. O PT indicou a professora Enelinda, o PV, a primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro, e o PCdoB o dirigente do partido Aluísio Arruda. Segundo Barranco, a senatória não foi discutida na reunião de terça-feira e será pautada na sexta.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet