Olhar Direto

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

mais de 200 mortes

Em dois anos, MT tem aumento de sífilis e registra 805 casos de AIDs; veja gráfico

Foto: Ilustração

Em dois anos, MT tem aumento de sífilis e registra 805 casos de AIDs; veja gráfico
Mato Grosso registrou mais de 800 casos e 200 mortes por AIDs nos últimos dois anos e cinco meses. Em relação ao diagnóstico do HIV (sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana), foram 2090 casos no mesmo período — nem todas as pessoas infectadas desenvolvem a Aids. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT). 

Leia também:
Governo inicia obra de acesso para nova ponte sobre o Rio Cuiabá que liga a capital a VG

De acordo com o levantamento da pasta, no total, foram notificados 805 casos de AIDs, entre 2020 e 15 de junho de 2022. Em relação aos óbitos pela infecção notificados entre adultos, estes foram 203. A faixa etária com o maior número de infectados é a de pessoas entre 20 e 34 anos de idade (316). 

Ainda conforme os dados da Ses-MT, no mesmo período, foram notificados 2090 casos de HIV. Importante destacar que nem todas as pessoas infectadas pelo vírus desenvolvem a AIDs. Não foram registrados óbitos nesta categoria. Tanto naqueles com a AIDs ou o HIV, os homens correspondem a maior parcela dos infectados: respectivamente, 75% e 72%. 

Quanto à sífilis, entre as gestantes, os casos saltaram de 989, em 2020, para 1.184, em 2021, o que configura um aumento de 19%. Naqueles que adquiriram a sífilis, por meio de relações sexuais, o indíce aumentou de 2.041, em 2020, para 2.447, em 2021, o que também configura um aumento de 19%. O número dos que têm a infecção de forma congênita, por sua vez, teve diminuição de 25%. 

Veja gráfico:

Made with Flourish


 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x