Olhar Direto

Domingo, 07 de agosto de 2022

Notícias | Cidades

conversa sobre cotas

"Sabia questionar de forma respeitosa", lembra Antero sobre entrevista a Jô Soares em 2001

Foto: Reprodução

Antero Paes de Barros foi entrevistado no Programa do Jô quando era senador por MT

Antero Paes de Barros foi entrevistado no Programa do Jô quando era senador por MT

Em 2001, o jornalista e ex-senador por Mato Grosso, Antero Paes de Barros, ficou frente a frente com o Jô Soares, em uma das entrevistas do "Programa do Jô". Mesmo após mais de 20 anos, Antero ainda ressalta a importância de ter sido convidado para falar sobre um projeto sobre cotas em universidades públicas no talk show de maior relevância do Brasil. 

Leia também 
Jô Soares morre aos 84 anos em São Paulo

Jô Soares estava internado desde o final do mês passado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Na madrugada desta sexta-feira (5), o apresentador e humorista não resistiu, falecendo aos 84 anos. 

"Eu apresentei um projeto que até hoje é um projeto que mudou muita coisa nesse país, fui o primeiro político brasileiro a apresentar o projeto de reserva de vagas nas universidades públicas. Fui discutir exatamente esse projeto com o Jô". 

O convite surgiu após a notícia do projeto ser destaque em jornais daquela época, o tema despertou o interesse de Jô Soares. Antero conta que o apresentador não poupou questionamentos sobre a inciciativa de reservar 50% das vagas de universidades públicas para alunos de escolas públicas. 

"Ele conseguia fazer uma entrevista dura, perguntando tudo que a população queria saber e questionando as ideias apresentadas pelos entrevistados, mas de uma forma respeitosa, como deve ser toda entrevista", destaca o ex-senador eleito em 1998. 

Para além dos elogios a personalidade de Jô Soares, Antero também destaca o carinho com que o ele tratava os entrevistados. O ex-senador foi uma das poucas personalidades de Mato Grosso a se sentarem no sofá do talk show, por onde centenas de nomes importantes também passaram. 

"Fiquei muito honrado, feliz e muito satisfeito. Percebi inclusive a reação do público no final da entrevista, gostaram. O próprio Jô gostou da entrevista, fez uns questionamentos, mas diante da argumentação que apresentei percebi que ele concordava. Não tenho dúvida que isso mudou a vida de muita gente no Brasil, os pobres começaram a frequentar a universidade pública graças a esse projeto meu". 

Antero lamenta que o bordão de Jô Soares não será mais ouvido pelos brasileiros. Para ele, o país perdeu a alegria do humorista e inteligência do entrevistador, características principais do humorista.

"Acho que o Brasil está mais triste hoje, acho que hoje é dia do Brasil falar "um beijo para o gordo", porque nunca mais ouviremos "um beijo do gordo". Já era admirador dele, já tinha visto peças dele, ele é uma figura admirada não só por mim, creio que todo o Congresso Nacional admirava". 

Veja a entrevista de Antero:


 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet
x