Olhar Direto

Sábado, 13 de julho de 2024

Notícias | Política MT

morte de lulista também repercutiu

Debates nacionais que envolveram MT não saíram das ‘bolhas’ nesta eleição, mas direita teve mais alcance com "agro fascista"

Foto: Reprodução

Debates nacionais que envolveram MT não saíram das ‘bolhas’ nesta eleição, mas direita teve mais alcance com
Pelo menos duas pautas do debate nacional envolveram Mato Grosso nesta campanha eleitoral para Presidência da República: a morte de Benedito Cardoso dos Santos em Confresa, assassinado por um bolsonarista com 70 facadas; e a fala do candidato Lula (PT) durante sabatina no Jornal Nacional, quando afirmou que parte do agronegócio era ‘fascista’. Esta última discussão não se limita ao estado, mas provocou reações em muitos produtores rurais de Mato Grosso.


Leia também:
Tweets sobre caso assassinato de lulista em Confresa tiveram ‘pico’ às 14h e post de ex-presidente foi o mais republicado

Políticos pautaram



No caso do assassinato de Benedito Cardoso dos Santos, de 44, por Rafael Silva de Oliveira, 24, no dia 7 de setembro, a discussão no Twitter foi pautada principalmente por postagem do próprio ex-presidente Lula (PT). Além dele, também tiveram relevância as postagens de Ivan Valente (PSOL), Eduardo Suplicy, Juliano do PSOL e o jornalista Emilio Moreno (da Firma Preta).

No total, nas últimas 4 semanas, foram 4200 tweets sobre o assunto. As palavras associadas foram: Confresa, assassinato, ódio, benedito, santos, cardoso, rural, intolerância, vida, sentimentos.

O crime aconteceu na noite de 7 de setembro, depois de um dia de trabalho. Os dois estavam sozinhos na casa quando começaram uma discussão por conta das divergências políticas. Em determinado momento da briga, Benedito deu um soco no queixo de Rafael, que revidou. 

Na sequência, o lulista pegou uma faca e foi para cima do rival, que conseguiu tomar a arma e atingir o adversário. Benedito tentou fugir, mas acabou perseguido pelo bolsonarista e morto com requintes de crueldade. 

O investigado já foi preso em flagrante pela suposta prática dos crimes de estelionato e falsificação de documento particular, em Cuiabá. Há ainda contra Rafael Silva acusação da prática de tentativa de latrocínio contra um taxista, em Cuiabá. Acusado, segundo o Ministério Público, entrou no carro da vítima e utilizou uma faca para anunciar assalto. Crime não foi concluído porque a vítima reagiu e conseguiu tomar a arma utilizada pelo suspeito.

Influenciadores de direita



Em relação a outra discussão que pautou o debate no Twitter, a fala de Lula sobre o agronegócio em entrevista no Jornal Nacional, o número de postagens foi mais de 1300% maior. Neste caso, protagonizado não por atores políticos, mas por influenciadores e comunicadores de direita, como a ex-jogadora de vôlei Ana Paula, o economista da Somas Eduardo Cavendish, o escritor e empreendedor cultural Bernardo P Küster, o empresário da Localiza Salim Mattar e outros, como o ex-secretário de Cultura Mario Frias.

A repercussão veio após a entrevista ao Jornal Nacional, em que Lula respondeu aos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos sobre apoio de empresários do agro ao presidente Jair Bolsonaro (PL), apesar do fato de o setor ter se beneficiado da política agrícola petista. “Eu vou dizer o porquê, a nossa política em defesa da Amazônia, a nossa política em defesa do Pantanal, a nossa política em defesa da Mata Atlântica, ou seja, nossa luta contra o desmatamento faz com que eles sejam contra nós”.

Lula ainda disse que, em sua visão, há empresários que trabalham no agronegócio e defendem o meio ambiente, mas também há um grupo “fascista e direitista”, fazendo menção ao ex-ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro, Ricardo Salles, “que dizia que era para invadir com a boiada para desmatar a Amazônia”. O petista ainda relacionou a liberação de armas ao apoio do setor a Bolsonaro.

A fala não repercutiu bem nas redes. As palavras associadas aos tweets sobre o tema foram: fascista, agro, Lula, MST, setor, agronegócio, chamou, brasileiro, povo, chamar. Houve publicações até mesmo em outros países, como nos Estados Unidos. O ‘pico’ de menções ao tema foi no dia 26 de agosto, dia seguinte à entrevista.

*Matéria feita em parceria com a DAPP-FGV.
Entre no nosso canal do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui
 

Comentários no Facebook

xLuck.bet - Emoção é o nosso jogo!
Sitevip Internet