Olhar Direto

Notícias / Variedades

José de Abreu rebate críticas a 'Caminho das Índias'

Terra

10 Mar 2009 - 18:18

José de Abreu não parece estar muito preocupado com as críticas feitas à novela Caminho das Índias, onde ele interpreta o sacerdote Pandit. Em rápida passagem a São Paulo para promover o filme Bela Noite Para Voar, o ator disse ao Terra que muita gente vem considerando a trama como um documentário, muito longe da real intenção da autora Glória Perez. "Ela nunca quis mostrar a realidade absoluta, nem com aquela outra novela que se passava no Marrocos (O Clone). Ela não está nem aí. Isso é só entretenimento", rebate.

Para José de Abreu, muitas das críticas, que na maioria das vezes fazem comparações entre o indiano da novela e o indiano "real" - que nem sempre se veste e age da forma como é mostrado -, erram em procurar muita realidade numa ficção. "A novela é um folhetim que não tem qualquer pretensão a não ser passar o tempo do espectador. Acho incrível que doutores e jornalistas se preocupem em analisar se tem macaco em Nova Delhi."

Abreu diz que Glória acertou em ambientar a trama no Rajastão, onde os costumes religiosos e culturais ainda têm uma força incomum. "Esse lugar parou no tempo. E quem critica o jeito dos personagens, é só comparar e ver que a atriz mais famosa da Índia deixou de ir na festa do Oscar porque era a chegada da primavera e ela tinha que fazer jejum para o marido", lembra, ressaltando que uma passagem parecida foi mostrada em Caminho das Índias na última semana.

Se José de Abreu não está preocupado com a repercussão da novela, pelo menos ele fez a lição de casa: foi para a Índia estudar um pouco mais da cultura local. Seu conhecimento sobre o país, aliás, não é recente: "Eu morei na Europa em 1972 e lá tinha muito essa coisa do orientalismo. Na época, cheguei a alugar um carro para ir até a Índia, mas parei na Grécia e fiquei por lá", brinca.
Sitevip Internet