Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Notícias / Política MT

Pedro Taques anuncia concurso com quase 2,5 mil vagas na segurança pública; PM vai passar de 10 mil homens

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

01 Fev 2016 - 11:53

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Pedro Taques anuncia concurso com quase 2,5 mil vagas na segurança pública; PM vai passar de 10 mil homens
A Polícia Militar de Mato Grosso finalmente vai ter um efetivo superior a 10 mil homens, o que estava previsto para 1999 ou 2000, enquanto a Perícia Técnica e Identificação Técnica (Politec) receberá 47 novos papiloscopistas e o 900 vagas para investigador da Polícia Judiciária Civil e mais 300 escrivães, além da convocação imediata de 107 homens do cadastro de reserva do Corpo de Bombeiros Militar.

Leia também:
Em Brasília, Taques vai defender moratória da dívida dos estados e municípios com a União
 
Embora o governo de Mato Grosso esteja no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o governador José Pedro Taques (PSDB) assegura que a ação é planejada e não oferece risco. “O concurso de títulos e provas será realizado neste não e a convocação ocorrerá a partir de fevereiro [de 2017], para que ingressem na academia”, explicou o chefe do Poder Executivo.
 
Taques e o secretário Fábio Galindo, de Estado de Segurança Pública, assinaram nesta segunda-feira (1) os documentos no qual o governo prepara o lançamento do concurso para preenchimento de quase 2,5 mil vagas. Também assinaram os comandantes da PM, coronel Gley Alves Castro; dos Bombeiros, coronel Júlio Cesar Rodrigues; da Polícia Civil, delegado Adriano Peralta; e em exercício da Politec, Regionaldo Rossi.  
 
“Não se faz Segurança Pública sem planejamento, estratégia, liderança e equipe. Precisamos de homens e mulheres trabalhando fortemente. Queremos terminar 2018 cada dia mais com o cidadão orgulhoso dos profissionais da segurança pública. A autorização do novo concurso só foi possível graças ao planejamento”, justificou Pedro taques, para a reportagem do Olhar Dierto, dirigindo um agradecimento público ao secretário de Estado de Planejamento, Marco Aurélio Marrafon.
 
Fábio Galindo explicou que as 2.442 vagas autorizadas vão abranger Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Politec. São 1.200 vagas para soldado da Polícia Militar, 900 vagas para investigador, 300 vagas para escrivão da Polícia Judiciária Civil, 42 vagas para Técnico de Necrópsia, além da convocação dos 107 soldados do Corpo de Bombeiros.  
 
Pedro Taques entende que incrementar o quadro de pessoal das forças de Segurança Pública é demonstrar respeito ao cidadão. Do total convocados em 2015 para a Polícia Militar, 612 estão nas ruas de todo o Estado e 1.340 em curso na Escola Superior de Formação de Soldados e Praças da Polícia Militar.
 
O Corpo de Bombeiros recebeu 449 soldados e outros 302 estão em formação. Com o anúncio da convocação dos 107 soldados que estão no cadastro de reserva, a instituição terá a maior inclusão dos últimos 15 anos. Segundo o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel BM Júlio Cezar Rodrigues, com o incremento nenhuma unidade da instituição ficará com menos de 40 bombeiros nos quarteis.
 
Já a Polícia Judiciária Civil recebeu 484 escrivães e investigadores, que concluíram o Curso de Formação na Academia da Polícia Judiciária Civil (Acadepol) em novembro e foram nomeados no dia 22 de janeiro. Esses novos profissionais se juntam aos 600 escrivães e investigadores que já estão atuando nas delegacias de todo o Estado.
 
O incremento de mais profissionais faz parte do programa de recomposição do efetivo da Segurança Pública. Em janeiro de 2015, a Segurança Pública contava com apenas 40% do quadro funcional ideal da Polícia Militar, a Polícia Judiciária Civil com 42%, o Corpo de Bombeiros com 24% e a Politec com 50%.
 
Fábio Galindo Silvestre destacou que a atuação conjunta entre as Secretarias de Segurança Pública, Planejamento, Fazenda, Gestão e o apoio do governador foi fundamental para que a Sesp conseguisse avançar na realização do novo certame. “A realização do novo concurso para a Segurança é um compromisso que assumimos com a recomposição do nosso efetivo e maior sensação de segurança para a população”, completou Galindo.

35 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • neves
    02 Fev 2016 às 23:24

    Precisamos sim, de mais saúde, educação, mais precisamos da segurança sempre. Parabéns Governador passei pra PM agora a meta é Civíl, quero sempre estar na segurança da nossa sociedade.

  • carlos
    02 Fev 2016 às 15:32

    Esse governador é tão contraditório e demagogo...Afff

  • Silvio
    02 Fev 2016 às 12:57

    Para o comentário que favor da privatização do DETRAN, saiba que este é vinculado a SESP. DECRETO Nº 2.305, DE 16 DE ABRIL DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública – SESP, a redistribuição de cargos em comissão e funções de confiança" http://www.seguranca.mt.gov.br/UserFiles/File/EstruturaOrganizacionalpdf.pdf Você acha mesmo que "segurança" é policial nas ruas ?? Se fosse, não acha que a estrutura da SESP resumiria somente em PM e PC ???

  • lindinalva
    02 Fev 2016 às 12:01

    NÃO TEMOS SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO, CLAUDIO....CONCURSO SEDUC SOMENTE COM O PRÓXIMO GOVERNADOR. NÃO HA ESTADO DE TRANSFORMAÇÃO SEM INVESTIMENTO NA EDUCAÇÃO. ISSO É FATO.

  • servidor
    02 Fev 2016 às 11:19

    Pra quem não sabe: "Foi publicado no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso (DO-MT), número 26273, do dia 16 abril, na página 3, o decreto número 2.305, que dispõe sobre a ESTRUTURA organizacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP), a redistribuição de cargos em comissão e funções de confiança. Art 3- A estrutura organizacional básica e setorial da Secretaria de Estado de Segurança Pública – SESP compreende as seguintes unidades administrativas: VII – NÍVEL DE ADMINISTRAÇÃO DESCONCENTRADA 1. Polícia Militar – PM 2. Polícia Judiciária Civil – PJC 3. Corpo de Bombeiros Militar – CBM 4. Perícia Oficial e Identificação Técnica – POLITEC VIII – NÍVEL DE ADMINISTRAÇÃO DESCENTRALIZADA 1 – Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN/MT

  • servidor
    02 Fev 2016 às 11:10

    É um absurdo alguns comentários. PRIVATIZAR o DETRAN, seria o mesmo que abrir portas para mais lavagem de dinheiro público, favorecimento a empresas privadas amiguinhas do governo, e o custo vai para população que apesar de ser uma estado politico democrático, ela só tem o papel de aceitar e pagar a conta do governo e viver de migalhas que eles oferecem, o que precisa ser feito é melhorar a estrutura do DETRAN, investir em capacitação e em mais efetivo. Terceirizar seria repassar os serviços e as custas do governo para as empresas privadas.Porem quem continua pagando e com acréscimos é a população. Só um exemplo: as rodovias MTs é de responsabilidade do governo do Mato Grosso no que tange manutenção da rodovia (já pagamos impostos por este serviço), porém agora o governo concedeu serviço para uma empresa privada, nós a população somos obrigados de pagar os impostos já pagos por este serviço e também o pedágio por um único serviço.

  • CLAUDIO
    02 Fev 2016 às 10:14

    louvável !, pois o estado precisa deste efetivo. Mas a educação como fica, como estava antes? sucateada pelo desmando dos petistas que la passaram! Um povo sem educação não faz um Estado melhor. Ao fundo do Hospital Jardim Cuiabá tem uma Escola Estadual, vá la Sr. Governador e veja como esta a escola. TEMOS SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO?

  • Aprovado revoltado
    02 Fev 2016 às 10:05

    107 BOMBEIROS CADASTRO DE RESERVA????Para a nomeacao do Detran houve greve,paralisacao,mobilizacao na Assembleia...Com um êxito minimo de 30 APROVADOS. Para nomear CADASTRO DE RESERVA basta uma canetada???

  • Paulo
    02 Fev 2016 às 09:59

    Meu voto esse Taques nao tem mais..E o concurso da Saude??? Estamos clamando por mais efetivos e por melhorias....

  • Regina
    02 Fev 2016 às 09:56

    E o concurso da SEDUC??? Esse governo é uma farsa.Houve tantas nomeacoes o ano passado.Em janeiro de 2016 nomeou 500 policiais civis.Com todas essas nomeaoes ainda falta efetivo?? Poderia deixar esse concurso para o inicio de 2018.Agora é o momento da educacao.Greve,assim como fizeram os servidores do Detran,com isso, o senhor realiza um mutirao e coloca PM para da aula em nosso lugar.Desrespeito total com o professor que hoje luta por um misero contrato,pega senha e filas quilometricas.Sou a favor desse concurso mas devido a tantas nomecoes,poderia deixa-lo para outro ano.Isso quer dizer que o ano de 2016 e 2017 ira permanecer os contratos temporarios.Isso nao é valorizacao para a categoria.E eu ainda votei nesse Taques,pensei que seria a mudanca,que desperdicio nas urnas.

Sitevip Internet