Olhar Direto

Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Taques encontra R$ 84 mil na Conta Única; mais de R$ 100 milhões foram pagos nos últimos 2 dias

Da Reportagem Local - Raoni Ricci e Ronaldo Pacheco

02 Jan 2015 - 17:24

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Taques encontra R$ 84 mil na Conta Única; mais de R$ 100 milhões foram pagos nos últimos 2 dias
O novo secretário de Fazenda de Mato Grosso Paulo Brustolin acaba de anunciar que a equipe econômica do governo Pedro Taques (PDT) encontrou apenas R$ 84,9 mil na Conta Única do Estado.

Leia também:
Silval garante deixar R$ 800 mi; Taques vai conferir e diz que ‘não há melhor detergente do que a luz do sol’
 
De acordo com o novo secretário, somente nos últimos dois dias da gestão Silval Barbosa (PMDB), mais de R$ 100 milhões foram pagos. Fato que preocupa a atual gestão é a falta de informação sobre o montante final da dívida do Estado e o fato de 23% dela estar dolarizada.
 
“É possível cancelar uma parte dos pagamentos efetuados. Talvez chegue a um terço dos mais de R$ 100 milhões pagos em dois dias pelo governo que se encerrou. Existem operações bancárias ainda não consolidadas e que podem ser revogadas”, informou o secretário.

O anuncio foi confirmado durante entrevista coletiva concedida à imprensa na tarde desta sexta-feira (2). De acordo com Brustolin, a primeira ação da nova equipe econômica do novo governo foi tirar um extrato da Conta única do Estado, por volta das 9h da manhã do dia seguinte à posse. 
 
“O orçamento do Estado para 2015 continua fechado até que seja feita a checagem e auditagem de todos os pagamentos de fornecedores, prestadores de serviços e obras. Somente depois de checar cada item é que o governo volta a operar normalmente. Somente os ser essenciais estão mantidos”, declarou o secretário de Planejamento Marco Aurélio Marrafon. 



Decreto cancela empenhos ilegais
 
Por meio do decreto nº 4, de primeiro de janeiro de 2015, assinado pelo governador, pelo secretário de Estado de Fazenda e pelo secretário de Estado de Planejamento, Marco Aurélio Marrafon, no Palácio Paiaguás., o Governo do Estado cancelou empenhos e despesas ilegais não autorizadas e consideradas ilícitas.
                           
O decreto considera não autorizadas, irregulares e lesivas ao patrimônio público todas as despesas que não possuem estimativas de impacto orçamentário para o exercício no qual devam entrar em vigor. Deverão ser canceladas as despesas que sejam originadas em restos a pagar não processados e aquelas que não tiveram o prévio empenho. 
 
Marrafon explicou que em um primeiro momento será feita uma auditoria para verificar quais despesas são legais e quais devem ou não ser pagas. As medidas permanecem em vigor até 31 de dezembro de 2015, podendo ser antecipadas pelo secretário de Estado de Fazenda após autorização do governador e a demonstração do reestabelecimento do equilíbrio financeiro.
 
“Os empenhos de despesas e investimentos em Mato Grosso serão realizados somente após autorização expressa do secretário de Fazenda. Em casos excepcionais para o atendimento de interesse público, poderão ser autorizadas somente com base na dotação orçamentária disponível”, explicou Marrafon.

Além dos decretos, o governador Pedro Taques firmou contrato de 100 dias com os 23 assessores do primeiro escalão. O secretariado será obrigado a cumprir metas rígidas no período e quem não dar conta do recado, segundo Taques, corre o risco real de ser substituído.  

Silval prometeu R$ 800 milhões na conta
 
No último dia do ano, Silval Barbosa recebeu o novo governador Pedro Taques (PDT) em seu gabinete e entregou a ele um documento informando que existem mais de R$ 4,5 bilhões assegurados em convênios e R$ 800 milhões em contas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica.

“Fechamos o ano com a folha e o décimo tudo em ordem, com a economia crescendo, com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) sendo cumprida. Não tem isso de que Silval deixa o governo inviabilizado. Deixei R$ 4,5 bilhões em convênios e mais R$ 800 milhões em várias contas do Banco do Brasil e da Caixa. Entreguei o extrato ao governador Pedro Taques no meu gabinete e disse ‘aqui está a chave, pode assumir que o comando é seu’”, contou Silval minutos após passar a faixa para Taques.

Última atualização às 20h20.

46 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • anônimo
    04 Jan 2015 às 17:14

    Olhem a página 21/52 e vejam o salário de R$ 192.567.57 pago a um Coronel do Bombeiro. É só acessar o site da secretaria de administração http://www.sad.mt.gov.br/images/files/CORPO_DE_BOMBEIRO_MILITAR02012015144912.pdf . Receber mais de 192.000,00 reais de salário? Tem uns 10 CORONEIS no Bombeiro de Mato Grosso que receberam mais de 100 MIL cada um de salário no apagar das luzes do governo Silval. Só para os peixes? Só para quem trabalhou na campanha?

  • cético
    03 Jan 2015 às 17:19

    duvido que só tenha isso em caixa,conta outra,até a prefeitura de chapada ten mais do que isso em caixa.Acho que esse cara tá querendo e fazer terrorismo econômico, tentando pegar alguma verba do gov..federal , alem implantar o medo no servidor publico.

  • justiceiro
    03 Jan 2015 às 11:58

    parabens senhor governador Pedro taques,pela perseguicao que o senhor esta fazendo no estado,so esta com medo quem tem o rabo preso quem nao tem esta dormindo tranqueilo.o senhor deveria mandar construir um presidio de seguranca maxima em mato grosso para mandar prender essa quadrilha de politicos corruptos que andou asaltando os cofres publicos com obras superfaturadas no 4 anos de governo desse corrupto.cadeias neles urgente

  • justiceiro
    03 Jan 2015 às 11:52

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • revoltado
    03 Jan 2015 às 11:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • janjão
    03 Jan 2015 às 11:13

    Gente voces devem dar um desconto para o Silval, pois ele é responsável porém não é o culpado absoluto. Devido o seu notório baixo QI e sua inapetencia e incapacidade de gestão, notadamente da coisa publica, ele foi "abduzido" por outras pessoas dotadas de "massa cinzenta" muito superior à sua , e que o colocaram no cargo de "governador fantoche". Isso foi tudo planejado e premeditado. O que essas pessoas de má indole perpetraram ao cidadão matogrossense é imperdoável. Estão todas aí, gordas, sorridentes, esnobes,ricas e soberbas.

  • pereira
    03 Jan 2015 às 10:07

    hoje a minha M.E. é mais é mais rica e mais sólida do que o estado !!!!!!

  • RAFAEL FERNANDES
    03 Jan 2015 às 09:53

    É POR ISSO QUE OS NIQUES SUMIRAM DE CIRCULAÇÃO...SIVAL DEIXOU EM CAIXA SÓ AS MOEDINHAS

  • revoltado
    03 Jan 2015 às 09:20

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • MARIA
    03 Jan 2015 às 09:17

    Enquanto não acabarem com as doações milionárias para campanha, não acredito em nada!