Olhar Direto

Quarta-feira, 01 de abril de 2020

Notícias / Cidades

Governo notifica empresa para retomar obras na Estrada do Moinho; trabalhos devem durar quase seis meses

Da Redação - Wesley Santiago

10 Mai 2016 - 16:35

Foto: Olhar Direto

Governo notifica empresa para retomar obras na Estrada do Moinho; trabalhos devem durar quase seis meses
O governo do Estado, por meio da Secretaria de Cidades (Secid), notificou o Consórcio Trimec-Hytec para que retome a obra e execute também os reparos necessários ao longo da avenida Arquimedes Pereira Lima, em Cuiabá. Assim que iniciados, os trabalhos devem durar por volta de seis meses. Ao todo, o projeto tem um custo de R$ 23.696.504,41 para os cofres públicos.

Leia mais:
Riva confirma que fez “pressão política” para a escolha do VLT em Cuiabá
 
Conforme o relatório da Secid, a obra ainda não foi retomada. Por conta disto, o Executivo já notificou o consórcio para fazê-lo. A empresa também terá de fazer diversos reparos que forem necessários ao longo da via. Conforme cronograma, a expectativa é de que a avenida seja finalizada no prazo de 170 dias, a partir da ordem de retomada.
 
De acordo com relatório situacional, serão executados serviços de controles tecnológicos, será feita manutenção contínua de trechos defeituosos até solução definitiva do problema, realizados retrabalhos nos dispositivos de drenagem, meio fio, calçada e pavimento, além de demais serviços que compreendem a finalização da obra.
 
Segundo a assessoria de imprensa da Secid, o levantamento técnico ainda destaca que não haverá qualquer desembolso financeiro por parte do Estado até que as planilhas orçamentárias sejam aprovadas pela Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco).

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rodrigo Rocha
    11 Mai 2016 às 11:14

    O mais incrível é que já tem radar lá kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Engenheiro Sizenando Tolêdo Sanches
    11 Mai 2016 às 08:56

    EU NÃO ENTENDO COMO É QUE UMA EMPRESA DO TAMANHO DA TRIMEC CONSEGUE FAZER TANTA M... NUMA OBRA SÓ. E OLHA QUE A EQUIPE DE ENGENHEIROS DELES É DE ALTO PADRÃO.

  • Aretana Arruda Campos
    11 Mai 2016 às 08:51

    PREOCUPEM NÃO, POVO ! COM O TEMPO A GENTE ACOSTUMA COM ESSA AVENIDA HORROROSA, BURAQUENTA E MAL FEITA ! NÃO VAI DAR PARA ARRUMAR AGORA, NEM ESSA OBRA NEM AS OUTRAS DE RESPONSABILIDADE DO GOVERNO DO ESTADO, QUE ESTÃO INFERNIZANDO A NOSSA VIDA EM CUIABÁ E VÁRZEA GRANDE. O GOVERNO TEM OUTRA$ PRIORIDADE$ MAI$ URGENTE$.

  • THIAGO CAMELLI STORNATTO
    11 Mai 2016 às 08:23

    VAMOS POR PARTES : 1)O CONSÓRCIO RESPONSÁVEL POR ESTA OBRA É FORMADO PELAS EMPRESAS TRIMEC E HYTEC 2) A HYTEC, COM IPSILON, É DO EX-MINISTRO EDSON LOBÃO, DO MARANHÃO, ENTÃO BOA COISA NÃO É 3)A TRIMEC É LIGADÍSSIMA AO SENADOR WELINGTON FAGUNDES E COMANDA, NO ESTILO "EMINÊNCIA PARDA", O SINCOP -SINDICATO DA CONSTRUÇÃO PESADA DE MT 4)O NOSSO QUERIDO GOVERNADOR PEDRO TAQUES, APÓS O ESCÂNDALO DAS OBRAS DA SEDUC, RESOLVEU SE ACONSELHAR E DAR GUARIDA AO SINCOP E AO SINDUSCON JÁ ENTENDERAM O QUE VAI ACONTECER ?

  • LUIZ
    10 Mai 2016 às 23:06

    Espero que se lembrem de concluir também a ciclovia, muito embora quem a projetou nao tinha menor conhecimento de causa, com tanto espaço no meio da avenida fez a ciclovia na lateral, sendo cortada por inumeras ruas e entradas de estacionamentos de empresas fazendo os ciclistas verdadeiros malabaristas para se livrarem dos carros.

  • Ildevaldo
    10 Mai 2016 às 22:19

    O que fizeram com a estrada do moinho foi uma verdadeira porcaria. Tudo o que fizeram nos comentários acima e anda mais fizeram umas rotatorias horríveis, boca de lobo no meio da pista. Tem e que trocar esse consórcio de empreiteiras e não pagar nenhum centavos a mais. E tem mais, deveriam indenizar o estado pelo valor desembolsado.

  • renatonb
    10 Mai 2016 às 18:36

    Governo Taques diz que não recebe obra meia boca, mas a Rodovia Mario Andreazza até hoje esta no breu e a do Moinho tem asfalto de casca de ovo.

  • clara
    10 Mai 2016 às 18:06

    Quero só ver. Ali "arrumam" os buracos com uma espécie de asfalto que mais parece cimento em pó. Os buracos aparecem só na parte nova. Vive estourando cano entre a Eletronorte e a rotatória que vai para a UFMT. Sem contar no asfalto desmoronando neste trecho. E quando arrumam ao invés de deixar algo reto fica cheio de cucuruto. Sem iluminação e pra completar agora com radar. Pra quê radar se têm de andar devagar por conta dos buracos? Tem é que refazer toda a Avenida isso sim. Vergonha total.

  • Mari
    10 Mai 2016 às 16:54

    Ate que enfim! Os acidentes na estrada do moinho sao diarios! A noite nao da pra enxergar nada e os carros caem nos imensos buracos. E a iluminacao quem vai colocar? Pagamos taxa de iluminacao publica e aquilo la ta o maior breu

Sitevip Internet