Olhar Direto

Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Notícias / Cidades

Governo reajusta contrato e custo de obra no aeroporto chega a R$ 84 milhões

Da Redação - Wesley Santiago

21 Jun 2016 - 10:23

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Governo reajusta contrato e custo de obra no aeroporto chega a R$ 84 milhões
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cidades (Secid), reajustou o contrato das obras de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá). Agora, o custo total do projeto será de R$ 83.992.906,64. Os trabalhos, enfim, seguem avançando e a expectativa é que até o fim do ano tudo esteja pronto. O custo inicial era de R$ 77,2 milhões.

Leia mais:
Taques se mantém otimista e prevê conclusão da internacionalização do aeroporto a tempo da FIT
 
O aditivo foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), que circula nesta terça-feira (21). “Fica acrescido ao referido contrato o valor de R$ 1.305.090,90 e suprimido o valor de R$ 1.656.582,30, totalizando assim um reflexo negativo de R$ 351.491,40”. Sendo assim, o preço contratual ajustado passa a ser de R$ 83.992.906,64.
 
Em abril deste ano, o governador Pedro Taques (PSDB) inaugurou a ala internacional do terminal mato-grossense. Agora, a expectativa é que Cuiabá ganhe um voo internacional, possivelmente com destino a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. A Azul é a principal interessada e já realiza estudos para a implantação da rota. Além disto, o aeroporto ganhou ligações com Sorriso e, em breve, com Barra do Garças (segundo semestre).
 
Obra
 
Ao todo, a obra que teve início em dezembro de 2012 tem um custo estimado de quase R$ 84 milhões. Até o momento, R$ 60,7 milhões já foram pagos ao Consórcio Marechal Rondon, formado pelas empresas Engeglobal Construções, Farol Empreendimentos e Participações e Multimetal Engenharia de Estruturas. De acordo com a assessoria de imprensa da Secid, além de ampliar a qualidade do espaço, a conclusão da obra será revertida em melhorias econômicas para o Estado.
 
Conforme o contrato 065/2012, além da construção do terminal de passageiros, fazem parte da obra a instalação de pontes de embarque, reforma e adequação de vias de serviço, nova sinalização horizontal do pátio de aeronaves, assim como a reforma, adequação e ampliação do sistema rodoviário interno do aeroporto. Também está prevista a construção da Central de Utilidades, de nova área de equipamentos de rampa, ampliação dos sistemas de infraestrutura básica e ainda a construção do estacionamento do novo prédio administrativo da Infraero.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet