Imprimir

Notícias / Variedades

Maria Joana, de 'Sol Nascente', mostra processo de aplicação de tatuagem: "Jamais faria uma naja"

Filipe Isensee, Quem Acontece

Em Sol Nascente, tatuagens compõem o visual de parte do elenco. Apesar de todas parecerem reais, várias são temporárias. Henri Castelli, Letícia Spiller e Maria Joana estão entre os atores que carregam no corpo exuberantes desenhos criados pelo departamento de caracterização de efeitos da TV Globo.

O maior deles, uma serpente naja nas costas, é exibido por Maria Joana. “Mostrei para alguns amigos e eles ficaram chocados (risos)”, diverte-se. O desenho foi criado para sublinhar o quanto Carol, a vilã interpretada por ela na novela das 6, é perigosa. A caracterizadora da TV Globo Gilvete Santos é a responsável por fixá-lo no corpo da atriz, de 30 anos.

Registros na pele fazem parte da vida de Maria Joana desde os 15 anos, quando ela decidiu ter a primeira tatuagem. “Escolhi uma estrela, simbolizando a amizade. Também tenho uma joaninha por causa do meu nome, mas jamais faria uma naja, não tem a ver com a minha personalidade”, diz a carioca, que carrega 12 tatuagens reais. “Para mim, é uma maneira de marcar no meu corpo sentimentos e coisas que vivi”, explica. 

Dedicada ao papel, a atriz fez aulas e tirou habilitação para pilotar motos. “Poucas vezes me senti tão nervosa. Achei que não fosse capaz, mas fiquei feliz de ter passado por esse medo”, ressalta ela, que conta com uma dublê para cenas mais complicadas. Muito convincente em cena, Maria Joana garante que não tem muito a ver com a sua personagem má. “Temos em comum apenas a personalidade forte.”

 
Imprimir