Olhar Direto

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

Notícias / Política MT

Rosana pede ajuda do governo com segurança e saúde e faz reforma administrativa para cortar gastos

Da Redação - Lucas Bólico

06 Jan 2017 - 10:30

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Rosana pede ajuda do governo com segurança e saúde e faz reforma administrativa para cortar gastos
A prefeita de Sinop, Rosana Martineli (PR), fundiu secretarias e adianta que terá de fazer mais cortes na administração pública para manter equilibradas as contas da gestão. Rosana antecipa também que precisará do apoio do governo principalmente para resolver problemas de saúde e segurança pública no município.

Leia também:
Prefeita de Sinop reafirma compromisso de gestão humanizada e cuidado com a saúde pública
 
Nos próximos dias, a Prefeitura de Sinop fará um novo organograma para decidir sobre mais cortes em uma reforma administrativa que será feita. As decisões ainda dependem de informações atualizadas da tesouraria do município.
 
“Eu solicitei uma agenda já com o nosso governador e estou aguardando a resposta para o dia que ele pode nos atender”, declarou Rosana. Para ela, a questão partidária não deve interferir na relação institucional entre o Executivo Estadual e Municipal.
 
“Eu acredito no governador, Sinop foi um município em que o governador foi muito bem votado e acredito que ele não vá fazer distinção. Estou botando fé e vamos cobrar todos os assuntos referentes ao município de Sinop, vamos estar cobrando o governador com todo o respeito”.  
 
De acordo com Rosana, não só Sinop, mas toda a região tem sofrido com atrasos nos repasses da saúde e o não pagamento para serviços terceirizados. “Não nos foi passado [a quantidade], mas a informação da administradora é que está em atraso e isso nos preocupa. Tanto que nós estamos nos organizando com os prefeitos da região, que agora está previsto hospital de Sorriso, já passar para os consórcios das prefeituras de lá. O de sorrido já vai passar agora a administração para dos consórcios, o consórcio regional e posteriormente Sinop”.
 
Um dos focos da preocupação com a saúde é a dengue. “O fechamento das portas do Hospital Regional para o atendimento a população ocasionou muitos problemas para toda a população. As UPAs de toda a região, não somente de Sinop, se sobrecarregaram em torno de 40% em um período de chuva, que aumenta o índice da dengue”, reclama
 
“Já estamos pegando as prefeituras com as UPAs sobrecarregadas nos atendimentos e com a vinda do período chuvoso a gente sabe da incidência da dengue. Então nós teremos que nos readequar. É uma preocupação muito grande para que realmente não aconteça nenhuma epidemia”, completa.
 
Rosana Martineli conta que o orçamento do município gira em torno de R$ 360 milhões, dos quais 50% são consumidos pela folha de pagamento. O início da gestão é marcado por uma busca por corte de gastos. As secretarias de Agricultura e Indústria e Comércio se fundiram e agora passam a ser Desenvolvimento. As de Educação, Esporte e Cultura também passam a ser apenas uma, mas ela garante que isso não atrapalhará os serviços nas áreas.
 
“Nós queremos colocar a educação e o esporte já para toda a nossa rede de ensino. Usar as nossas estruturas das escolas, as quadras das escolas, para principalmente fomentar o esporte com as crianças. Isso não quer dizer que vai parar a cultura, o incentivo à cultura e o esporte de maneira nenhuma. Nós queremos é trazer os pais e a comunidade para dentro das escolas”. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet