Olhar Direto

Quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Notícias / Cidades

Mulher grávida e marido são executados a tiros em estrada; filho de dez anos é baleado

Da Redação - Patrícia Neves

17 Fev 2017 - 10:01

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD com Ripa nos Malandros

Mulher grávida e marido são executados a tiros em estrada; filho de dez anos é baleado
A Polícia Civil de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, investiga o assassinato de um casal e na tentativa de morte contra o filho deles, um menino de dez anos. A ação criminosa foi registrada em uma estrada que dá acesso a comunidade de Olhos D'água,  por  volta das 21h de quinta-feira, 16.

As vítimas foram identificadas como Nivaldo Assunção da Silva,  de 36 anos, Maria Lucimar Gomes,  de 22 anos e o filho do casal, o menino  M.W.G., de 10 anos, que foi baleado na perna. A criança relatou que para não ser morta escondeu-se no meio de uma região de mata. Ainda segundo a Polícia, Maria Lucimar estava grávida.

Leia Mais:
Garoto de 16 anos tenta impedir assalto em clube da PRF e morre com tiro na cabeça

Os suspeitos, após matarem as vítimas, fugiram em disparada seguindo sentido ao residencial aeroporto.

Segundo informações colhidas no local, o casal e o filho seguiam na moto Biz, pela avenida das Camélias, quando foram perseguidos por dois indivíduos em uma outra motocicleta.  Em determinado perímetro da estrada, as vítimas foram cercadas pelos bandidos que atiraram várias vezes.

Em depoimento inicial, a criança descreveu as vestimentas que os criminosos estavam utilizando no momento do crime, mas afirmou que os mesmos estavam utilizando capacete, o que impede a identificação dos mesmos.

A Polícia Civil irá investigar se o crime possui algum tipo de ligação com outro homicídio registrado naquela região. Em janeiro deste ano, um homem identificado como Kleber da Silva Maniero, de 39 anos, foi morto a tiros também na mesma estrada. Já existem suspeitos de envolvimento nas ações. 

"Não admitimos esse terrorismo, essa pistolagem em nossa cidade, onde em sua grande maioria são pessoas ordeiras e trabalhadoras, os suspeitos serão presos no mais curto espaço de tempo para que possamos dar uma resposta a sociedade cacerense", disse a delegada Juda Maali Marcondes, chefe da 1ª Delegacia de Cáceres. 

Com informações do site Ripa dos Malandros 
Sitevip Internet