Olhar Direto

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

Notícias / Política MT

Com presença de ministro, MT lança programas que vão atender 35 mil famílias e seis mil crianças

Da Redação - Jardel P. Arruda

17 Mar 2017 - 08:35

Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT

Com presença de ministro, MT lança programas que vão atender 35 mil famílias e seis mil crianças
O Governo do Estado e o Governo Federal lançaram dois programas de proteção a população em situação de vulnerabilidade social em Mato Grosso, na noite de quinta-feira (16), o Pró-Família e o Criança Feliz. Ao todo, 35 mil famílias e seis mil crianças serão auxiliadas através desses dois programas em todo estado.

Leia mais:
Cidinho Santos crê em livre orientação sexual, defende casamento gay e critica Victorio Galli

“São dois programas muito importantes para população em situação de vulnerabilidade. Dois programas que serão capitaneados pelo secretário Max Russi [Trabalho e Assistência Social]”, resumiu o governador, na abertura do evento. O Pró-Família e o Criança Feliz deverão ser prioridades na Secretaria de Estado e Assistência Social.

Aprovado na semana passada na Assembleia Legislativa, o Pró-Família representa um investimento de R$ 60 milhões para tentar reduzir as desigualdades sociais de Mato Grosso, com ações de promoção da cidadania e inclusão de famílias em situação de vulnerabilidade. Para isso, está previsto o pagamento de um benefício mensal de R$ 100,0 por família inserida no programa.

São consideradas vulneráveis ou em situação de pobreza, famílias cuja renda mensal per capita (por pessoa) não ultrapasse um terço do salário mínimo. Também serão consideradas outras situações, como local de moradia, constituição familiar, entre outras características que deverão ser analisadas por uma comissão especial.

Serão usados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) como parâmetro para definição dos benefícios. Mato Grosso possui cerca de 620 mil pessoas vivendo em situação de pobreza e, deste total, cerca de 110 mil vivem em situação de extrema pobreza.

Criança Feliz

Já o Programa Criança Feliz, do Governo Federal, destinou o valor global de R$ 666 mil para Mato Grosso garantir a alimentação e monitoramento de crianças até os seis anos de idade que vivem em situação de vulnerabilidade. No Estado, 37 municípios aderiram ao programa e 5.950 crianças serão atendidas.

“Estamos aqui para iniciar uma caminhada muito importante nessa questão da diminuição das desigualdades sociais através do investimento no início da vida. Através de um grande programa da primeira infância, o Criança Feliz. Vai ajudar a médio e a longo prazo a redução da pobreza, principalmente nas famílias mais vulneráveis, as famílias do Bolsa Família”, afirmou o ministro Osmar Terra, do Desenvolvimento Social e Agrário.

O Programa é instituído no âmbito das políticas públicas protetivas à primeira infância, e busca assegurar integralmente o direito social pela proteção integral das pessoas em situação de vulnerabilidade social, desde a gestação até os seis anos de idade.

O Criança Feliz prevê, entre outras ações, visitas domiciliares semanais de acompanhamento dos filhos dos beneficiários do Bolsa Família. O Governo Federal pretende atender mais de quatro milhões de crianças em todo o país até 2018.

A criação do programa é baseada em pesquisas de mais de 50 anos voltadas para a formação da cognição do ser humano. Após décadas de estudos, especialistas chegaram a conclusão de que a capacidade de aprender depende da alimentação e atenção dada às crianças na primeira infância.

Responsabilidade social

O secretário de Estado de Assistência Social, Max Russi (PSB), garante que trabalhará duro para o sucesso de ambos os programas em Mato Grosso. Ele ainda destaca a responsabilidade do PSB em comandar duas pastas de cunho social na gestão do governador Pedro Taques – a outra é Agricultura Familiar, tocada por Suelme Evangelista (PSB).

Contando com o Luz Para Todos, programa relançado e Mato Grosso nesta semana, a sigla ficou responsável pelo atendimento de pelo menos 53 mil famílias e mais seis mil crianças em Mato Grosso, fora programas mais antigos.

“O PSB é um partido socialista, tem uma direção, uma estrutura toda nesse sentido voltada para isso aí. São duas secretarias importantes confiadas ao partido. O PSB através da secretaria do Suelme [Evangelista] fazendo um bom trabalho na agricultura familiar. E nós também fazendo um trabalho forte na Secretaria de Trabalho e Assistência Social”, concluiu Max.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cecato
    18 Mar 2017 às 10:00

    O governador vai QUEBRAR o Estado pra se reeleger. Qualquer semelhança com a Dilma é pura coincidência.

  • Muller
    18 Mar 2017 às 09:58

    Primeiro o governador cria despesas estratosféricas e depois aprova a lei do teto pondo a culpa no servidor do Estado. Excelente.

  • Davi
    18 Mar 2017 às 09:57

    É só um programa eleitoreiro, como o BolsaFamília. Deveria ser uma bolsa de fato para aqueles que estivessem fazendo um curso profissionalizante para voltar ao mercado de trabalho ou estudando. Sem qualquer requisito só vai incentivar a vadiage.

  • kamila
    17 Mar 2017 às 14:39

    Alem da ajuda eles deveriam criar um programa de capacitação para essas famílias pois a ajuda se faz necessário a curto prazo mais elas precisam sair dessa situação ate mesmo por que 100,00 ajuda sim mais não é o suficiente e essas famílias precisam de ajuda para melhorar financeiramente e para isso elas precisam melhorar o seu intelecto primeiro.

  • Eduardo
    17 Mar 2017 às 09:59

    Qual a dificuldade de se criar cursos de capacitação profissional para essas famílias ou estudar alguma forma para que eles conclua o ensino básico (fundamental e médio). remetendo aquele velho dito popular - Dar a vara ao invés do peixe.

  • por justiça
    17 Mar 2017 às 09:40

    cuidado com os gafanhotos de olho meu povo nesta safra....

Sitevip Internet